miércoles, 31 de julio de 2013

OS PÁSSAROS - LOS PÁJAROS







OS PÁSSAROS

Gosto da passarada,
mas em liberdade!
Sentir e pressentir
os seus cantares,
que felicidade!!!
Até das gaivotas,
mas no seu habitat!
não as quero cidadãs.
Tem que cheirar a mar
e a sardinhas...
recém chegadas à praia.




  



LOS PÁJAROS

Me gustan los pájaros,
¡pero en libertad!
Sentir y presentir
sus cánticos,
¡que felicidad!
Hasta las gaviotas,
¡pero en su hábitat!
no las quiero ciudadanas.
Tiene que oler a mar,
y a sardinas…
recién llegadas a la playa.








52 comentarios:

lita duarte dijo...

Que lindas fotos, Duarte.
Poesia em imagens.:)

Bjs.

elvira carvalho dijo...

O que mais me apaixona nos pássaros, é exatamente a liberdade de poderem voar por onde querem e lhes apetece. Daí que pássaros em gaiolas não é para mim. Encaro isso como um crime.
Um abraço

Rosa dos Ventos dijo...

Belas fotos de acordo com o poema!

Abraço

Mafalda Sofia Antunes dijo...

Lindas fotografias,adorei. Beijinhos fofinhos!! http://pontodecruzdamafalda.blogspot.pt

Justine dijo...

Que colecção magnífica, Duarte! Gostava de saber o nome deles todos!
E sou como tu, adoro as gaivotas a brincarem com as ondas!
O poema é em palavras o que dizes com as tuas fotos...

Duarte dijo...

Lita,
não sei realmente o que me acontece, mas sinto que me transformo com a câmara na mão. Uma metamorfose que sofri há uns cinco anos, e tudo mudou na percepção...
Obrigado, con besos

Duarte dijo...

Elvira,
por isso escrevi assim, até mesmo os que rodeiam a grande urbe estão livres!
Por isso o passarinho no ninho com algo publicitário ao lado, meio cidadão...
Ou as gaivotas numa rua de Aveiro, paralela a um canal da Ria.
Abraços de vida

Duarte dijo...

Rosa,
tudo fruto da inspiração, querida amiga.
Abraços

Duarte dijo...

Mafalda,
obrigado, Mafalda. Quantas recordações ligadas a este nome!...
Aparece sempre, se gostaste.
Abraços

Duarte dijo...

Zé,
não podes imaginar o feliz que me faz comprovar, uma vez mais, que estamos na mesma onda. Alguma destas fotografias foram feitas contigo bastante perto.
Aqui tens a relação dos respectivos passarinhos pela ordem com que aparecem...
Serezino, Milheira, Amarelinha / Verdecillo.
Pisto-de-peito-ruivo / Petirrojo. (4)
Melro / Mirlo.
Pardal, macho e fêmea / Gorrión.
Lavandisca / Aguanieves, Lavandera.
Rola / Tórtola.
Arara / Arara.
Collvert, pato de la Albufera de Valência.
Pardal
Pega / Urraca.
Gaivotas / Gaviotas. (Em Aveiro)
Carriça / Curruca capirotada. (En el macho negra y en la hembra marrón).
Pombas (de competição) / Palomas
GAIVOTA, a tua preferida, e a minha!

Espero seja do teu agrado a informação proporcionada, querida amiga minha.

Um abraço, bem grande!

Smareis dijo...

Oi Duarte,

Fiquei encantada com essas imagens, Muito linda!o poema maravilhoso!

Deixo um abraço e desejo de uma ótima quinta!


María dijo...

Amigo, Duarte:

Hoy compartes unas bellas imágenes de aves en libertad, es bonito disfrutar de ellas, desde la mirada, mientras ellas alzan el vuelo y nadie las detiene.

Hoy una de las imágenes es protagonista de mi blog en la sección de fotografía, gracias por habérmela dejado compartir con mis lectores, es un honor para mí, tenerla en mi rincón.

Un beso.

Duarte dijo...

Smareis,
agradeço as tuas palavras, são consolo que impulsa a seguir.
Um grande abraço e que tenhas um bom dia

Duarte dijo...

María,
es muy difícil fotografiar las aves. Tiene que ser com teleobjetivo y algo oculto, mas son de gran belleza!

Querida amiga, dispone siempre, para mi es un honor.
Paso a verlo!...
Te abrazo bien fuerte

São dijo...

Amigo, parabéns pelo delicioso post que nos ofereceste: é lindo!

Te desejo serean noite.

Silenciosamente ouvindo... dijo...

Lindas fotos, lindos pássaros,
linda gaivota "em liberdade"
realmente como se sentem felizes...
Bj.
Irene Alves

Duarte dijo...

São,
satisfaz-me saber que gostaste.
Obrigado, com um grande abraço

Maria Rodrigues dijo...

Meu amigo adoro passaros, se houvesse uma outra vida e eu podesse escolher seria certamente uma ave, para voar livremente ao sabor do vento. Um post maravilhoso, uma sintonia perfeita entre fotos e poema.
Peço desculpa da minha ausência, mas a vida nem sempre é fácil e a minha complicou-se bastante este ano, o que me deixa sem tempo e sem disposição. Sempre que conseguir virei fazer-lhe uma visitinha.
Bom fim de semana
Beijinhos
Maria

Duarte dijo...

Irene,
é o meu lema, que sejam livres, MAS TODOS, nada de gaiolas para ninguém.
Um abraço grande, querida amiga

Duarte dijo...

Maria Rodrigues,
o mau é quando temos de voar contra o vento, querida amiga!
Voei muito, tanto na vida real como na ficção, é algo maravilhoso, é sentir-se dono e senhor de si mesmo, dominando a situação: imagina se fosse pássaro!
O meu desejo é que tudo isso se supere positivamente para que possas fazer aquilo que mais gostes e que te faça feliz.
Um gran abraço e que a vida te sorria...

Vieira Calado dijo...

Também eu, meu caro!
Tive um pardalito cá em casa, mas a porta da varanda estava sempre aberta e podia ir lá para fora, quando quisesse.
Agora tenho cá uma osga!
E o cenário é o mesmo.
Já cá está há mais de anos...
Um abraço!

Rodolfo N dijo...

Maravillosa presentación querido amigo.
No sólo unes la belleza de las fotos , además nos haces reflexionar sobre la belleza de la libertad , sus aromas y colores.
Un gran abrazo, amigo.

Duarte dijo...

José,
de ti não podia esperar outra coisa. Fazes bem.
Diariamente deito pão á passarada que por aqui aparece, mas como compensação dão-nos alegria com os seus trinos.
Abraços

AFRICA EM POESIA dijo...


Duarte

Para todos
Viver é ter de ser feliz continuamente.
A vida tem que ser trabalhada de forma a sermos felizes. para tudo na vida temos que o merecer
um beijo grande meu amigo-

AFRICA EM POESIA dijo...

os teus passaritos são o melhor que há.. lindas fotos e a sua liberdade a melhor coisa.. outro beijinho cheio de saudades.


Claudinha ੴ dijo...

Lindas fotos Duarte! Canários, rolinhas... Tudo muito lindo...
Um abração!

DADI SILVEIRA dijo...

Lindo!

Bjsss

Vera Lúcia dijo...


Imagens maravilhosas, Duarte.
Um encanto para as vistas e para a alma. Clicadas fantásticas.
Pássaros nos trazem o sentido de leveza e liberdade. Um divino presente da natureza.

Abraço.

Duarte dijo...

Rodolfo,
la belleza sin libertad pierde todo su encanto, amigo mío.
Aquel abrazo amigo

Duarte dijo...

Lili,
sem esforço nada se consegue nesta vida, querida amiga.
Um chi-coração

Duarte dijo...

Lili,
não sabes bem as saudades que tenho e o calor que estamos a passar...
Abraço-te bem forte

Duarte dijo...

Claudinha,
canários não, mas uma grande variedade, isso sim. Gosto da passarada, mas em liberdade, como deve ser!
Um abração

Sara dijo...

Que preciosa entrada Joaquín, que bien capturaste las imágenes de esos bellos cánticos...nosotros estamos recién llegados del sur, están siendo unas vacaciones extrañas, 11 días en la cama con vértigos, tuvimos que retrasar las vacaciones ir totalmente medicada....y he vuelto y sigo con esta sensación de vértigo, más flojo pero a través de la medicación, a últimos de agosto me empiezan a hacer todas las pruebas...y ahora nos iremos unos días a mi paraiso a ver esas gaviotas en su habitat...seguro que eso será curativo a tope.
Sigue disfrutando del veranín y a ver si te preparas un viaje hasta León o Asturias para podernos ver otra vez.
Mi abrazotedecisivo amigo Joaquín

Duarte dijo...

DADI,
obrigado...
Besos

Duarte dijo...

Vera,
os pássaros são difíceis de fotografar, isto é fruto de anos.
Concordo plenamente contigo.
Abraços

Duarte dijo...

Sara,
mi deseo es que dentro de lo posible lo hayas aprovechado bien, y ahora que logres recuperarte del todo en la paz del Cantábrico... no?
Ganas tengo, ya veremos.
Abrazos de vida

luís rodrigues coelho Coelho dijo...

Que poema bonito. A tua alma cantou a Natureza viva e interactiva com a nossa pessoa.
Gosto dos pássaros e da sua liberdade
Este ano foram muitos os que nidificaram aqui no meu pomar.
Sempre que vou regar eles fazem-me companhia e os seus trinados.
São encantadores.
Melros, pegas, rouxinóis, pardal dos telhados, um casal de mochos e outros que desconheço.

Sei que não partilhas comigo mas eu quero os meus canários na gaiola.
São meus amigos e cantam quando me sabem perto deles. Este ano estão já na quarta criação.
Gosto de os ver pelas cores e pela beleza do seu canto
Acredita que os trato com carinho e que também lhes retribuo com os mimos que eles gostam. As comidas mais caras e os melhores ovos cozidos.
Quero comprar uma gaiola maior para que o seu espaço seja melhorado.
Se for pecado tê-los na gaiola, pagarei o preço.....Eles e eu somos amigos e interagimos...

tulipa dijo...

LINDÍSSIMO POEMA

OS PÁSSAROS

Gosto dos seus cantares,
Sim, as gaivotas,
têm que cheirar a mar...

ADORO pássaros!
Quando o meu filho tinha 10 anos comprei um casal de rosicolies
LINDOS!!!
mas, custava-me vê-los presos na gaiola...
Daí que, ao fim de semana quando tinha mais tempo, soltava-os na cozinha, dava-lhes liberdade.
Um dia, por descuido meu,
a fêmea fugiu
e o macho acabou por morrer de saudades.

Beijinho amigo

Duarte dijo...

Luis,
a inspiração veio de Angeiras, e do Porto. Recordar as gaivotas a sobrevoar os barcos da pesca da sardinha, e outras perto da estação da Trindade, encima dos semáforos, sujando tudo. Aqui está o contraste. Que diferença de imagens!

Aquilo que expões é diferente. São pássaros que já nasceram em cativeiro, que estão bem alimentados e cuidados. Mas, como bem dizes, a ser possível num espaço que não limite os seus movimentos. Sei que seriam muito mais felizes e que te agradecerão com uma boa serenata. Algo acorde com um senhor com o teu saber e preparação. Sei que o vais fazer...

Querido amigo, um grande abraço

Justine dijo...

És fantástico, amigo! Agora vou olhar de novo as fotos todas e chamar os pássaros pelos nomes!!
Obrigada, meu amigo e um beijo

Lena dijo...

As fotos são belas, boas demais Duarte...como se diz aqui Chapeau !
Do teu poema tb gostei, sobretudo qdo dizes e tens razão as gaivotas tem de cheirar a mar e a sardinhas..

e as férias Duarte ?

Beijinhos

Duarte dijo...

Zé,
Querida amiga, é o mínimo que devo fazer por quem se interessa pelo tema. Agora que tenho mais tempo posso fazer aquilo que sempre quis e não pude.
Agora estou a pensar em tirara a titulação de piloto civil. Veremos se me deixam, e se posso.
Um abraço bem grande

Duarte dijo...

Tulipa,
é que os pássaros também amam. E são muito fieis!
Mesmo assim fazias bem, todos devemos ser livres.
Desejo que estejas bem.
Um grande abraço

Lídia Borges dijo...


Belíssimas fotografias. Gosto de pássaros, mas confesso que sou pouco conhecedora quanto à sua identificação. Assim, a lista acima foi-me muito útil.

Os pássaros! "Invejo-lhes" a liberdade, as asas, o canto...

Um beijo

Duarte dijo...

Lena,
sabes o muito que gosto do mundo da fotografia, vou aprendendo. Fico contente porque gostaste.
Aquilo que escrevo é consequência do sentir dum momento.
Um grande abraço, querida amiga

Duarte dijo...

Lídia,
durante tempo pensei em voar. Primeiro construí um avião com madeira de balsa, que veio voando desde o então aeródromo de Pedras Rubras para acabar em cima dum telhado na rua das Guardeiras, perto da minha casa. E acabei fazendo o serviço militar da FAP.
Hoje só voo em aviões comerciais, mas voei no T6, no Chipmunk, Num Bitscraft, no JU52 e também numa Tiger, talvez o voo mais interessante da minha vida...
Por isso também invejo os pássaros, mas sem arriscar como Ícaro.
Um grande abraço

Rodolfo N dijo...

Amigo, una belleza . Si no te ofendes lo puedo poner en mi blog?

Creo que me daras tu aprobación.
Gracia y un Abrazo, amigo

Duarte dijo...

Rodolfo,
claro que si, tienes mi aprobación. Para mi, como bien sabes, es un orgullo.
Gracias a ti.
Un gran abrazo

Rodolfo N dijo...

Gracias mi querido amigo, tu generosidad es tan admirable como tu talento.,
Un abrazo

Duarte dijo...

Rodolfo,
no exageres, soy un humano con sus defectos y alguna virtud.
Un gran abrazo

manuela barroso dijo...

Oh encanto! oh Liberdade!
Mas as fotos são mesmo TODAS tuas?
Adoro pássaros, a sua delicadeza, o seu cantar, os seus voos.
Mas esqueceste um Duarte! O merlo!
ADORO aquele atrevido!
Ah! por isso tenho um preso, com todos os mimos(...) só para o ouvir ao fim da tarde!
Abraço Duarte e aparece dia 28 - 16h no fórum da maia, dia 21 - 18,30 na casa da Sophia.
Se puderes/quiseres, claro!
Abrazo. besos

Duarte dijo...

Manuela Barroso,
Sabes que sou um apaixonado pelo mundo da fotografia, mas os pássaros são difíceis de fotografar, só com teleobjectiva, e nem sempre. Quando detectam algo desaparecem.
Sim, o melro lá está, num pinheiro, é de bico amarelo.
Tinha outra, no chão, é nunca estão quietos! Este apanhei-o a cantar, estava distraído!
Estamos com problemas de saúde de alguns familiares e não posso ausentar-me. Desejo que seja um êxito.
Um grande abraço