martes, 20 de enero de 2009

OTOÑO - INVIERNO

BENIMÀMET

El "ABUELO",




asiste, impertérrito, al paso de solsticios y equinoccios.




Pasan los años y ahí lo tenemos...




É um eucalipto centenário que resistiu aos ciclones que arrasaram a zona, que se pôde proteger até hoje, assim como os "filhotes", que quase o igualam. É o primeiro que vejo cada manhã quando o olhar se espreguiça no horizonte...

71 comentarios:

Juani lopes dijo...

al menos no te puedes quejar, tienes buenas vistas y el abuelo alli seguira para darte los buenos dias cada dia
Abuelito dime tu
saluditos

Duarte dijo...

Este abuelo, como bien sabes, no molesta ni las vista. Allí está tan pancho, que ni el metro le va afectar, viendo el pasar del tiempo. Mi mirada va por encima de sus brazos yertos y cubiertos de hojas: el centro de Valencia allá en la lejanía, sin que afecte el ángulo de visión. El mar lo tengo por la otra parte. Esta es la sur.
Besos, amiga

Claudinha ੴ dijo...

Que bela vista Duarte, um domo, os prédios que apareceram com o tempo. É uma vista privilegiada esta que tem. Agradeço por me mostrar mais deste planeta tão lindo que é a nossa mãe Terra.
Os eucaliptos se curvam ao vento, por isto é mais difícil quebrarem...
Abraços!

Duarte dijo...

Claudinha,
é uma árvore que me persegue. Então, sendo criança, via, desde a cama, como se dobravam por cima do telhado da casa dos meus avós... eram outros anos... outra vida... outras árvores: mas eles aí estão, e vou estando.

Um grande abraço

María dijo...

¡Qué bonitas vistas tienes Duarte! tus ojos se iluminarán cuando contemples estas maravillas, lo mismo da pasen los años, o las estaciones, porque lo que es bello seguirán siendo bello igualmente, no hay tiempo pasado para estas maravillas, y su contemplación hace agradable a la vista, sobre todo, cuando la misma está cansada y con poca luz, al ver todo ello, la mirada se ilumina.

Gracias Duarte por compartir.

María dijo...

... la mía algo apagada se ha iluminado, gracias Duarte.

Duarte dijo...

María,
la mayoría satisfacción que el ser humano puede recibir es la recompensa por el esfuerzo realizado, aun cuando sea solamente plasmar una idea o una emoción, Tu, María, que posees ese don, has logrado captar la idea.
Es un placer poder compartirlo contigo

Duarte dijo...

María,
ánimo amiga, quiero ver en ti esa expresividad que tanto te caracteriza. Precisamente tu, la que levanta la moral al más decaído, noooo...! contigo no, sé que no podrán!
Un gran abrazo pleno de afecto

María dijo...

Acabo de leer tus comentarios y me has emocionado Duarte, gracias, muchas gracias.

Duarte dijo...

María,
No hago más que expresar aquello que me inspiras.
Lo que sale del alma no necesita de palabras de agradecimiento. Bueno, dicen que ser agradecido es de bien nacido. ¡Es que el refranero!

"Besotes"

Justine dijo...

Que vista fantástica tens da tua janela, amigo. Que luz espantosa conseguites dar às tuas fotos. A vista e a luz estão na tua sensibilidade, de outro modo não ma poderias transmitir, assim com esta força.
Abraço

pvnam dijo...
Este comentario ha sido eliminado por un administrador del blog.
Duarte dijo...

Justine,
A vista está obtida desde o terraço que tenho, de sessenta metros quadrados, com orientação de Este até Oeste; e que me proporciona energia para vencer o inverno e a clorofila às minhas plantas.
Fico feliz por saber que consegui chegar a ti, através destas imagens minhas, a sensibilidade que possuo: começamos a caminhar pela mesma senda.
Abraços

São dijo...

Que o teu olhar possa sempre deliciar-se com esse amigo...
Beijos, Companheiro.

rosaventos dijo...

Há sempre alguém ou alguma coisa que resiste ao pior temporal!

Abraço

moderato_Dos_josef dijo...

Realmente es un árbol impresionante, junto a una construcción preciosa, en un lugar que tiene cierto romanticismo. Es muy bonito. Gracias por visitarme. Un abrazo!

Duarte dijo...

São,
obrigado amiga pelas palavras de consolo.
Beijos de gratidão.

Duarte dijo...

Rosaventos,
iremos resistindo. Este está a ser um inverno bastante duro: já o foi o outono!

Abraços

mariam dijo...

Duarte,

fantástico "momento". este. as fotografias são lindas! e o ancião eucalipto e sua prole, tiveram uma enorme sorte! menos tiveram uns plátanos do centro de minha terra que este Outono foram arrancados, por velhos e doentes, disseram as autoridades camarárias... parece-me que uma grande mentira... eram lindos! e não pareciam nada doentes...
pronto já desabafei...

um grande abraço e o meu sorriso :)
mariam

Duarte dijo...

Mariam,
para isso estou querida amiga. Somos apaixonados pela natureza e uma árvore dá muito. Senão recorda aquele poema de Pedro Homem de Melo e a poesia anónima que está à entrada do Castelo de São Jorge de Lisboa!
Lamento o dos plátanos, não mereciam isso.
Ainda que seja só para desabafar, aqui me tens.
Esbocemos um leve sorriso, pelo menos.
Um grande abraço, sentido, ainda o noto...

Maria Clarinda dijo...

E que maravilha de vista. Jinhos

mdsol dijo...

Ou seja:
A vista (paisagem) é bonita, mas a TUA VISTA é que a capta com os tons que aqui colocas! E o eucalipto é imponente sim senhor!
Abraços

:))))

Dois Rios dijo...

Querido Duarte,

É um "abuelo" tão generoso, este eucalipto que recusa-se a ceder as intempéries do clima só pra não te deixar as manhãs sem um verde tocando na linha do horizonte.

Um beijo,
Inês

Duarte dijo...

Maria Clarinda,
Paro tempo na contemplação.
Beijos

Duarte dijo...

mdsol,
vindo de ti tais exclamações, aceito de bom grado, com um muito obrigado.
Um grande abraço e o reconhecimento

Duarte dijo...

Inês,
aceito sem paliativos a tua definição, já que condiz com a realidade.
Boa observação a tua, verde e céu.
Um grande abraço, sentido

Duarte dijo...

Josef,
cuando me contaron la historia de este árbol y lo observé de cerca, pude comprender la razón de su imponencia: tronco recio y raíces profundas, con unas ramas entrelazadas y elevadas plenas de hojas...

Aparece siempre

Abrazos

JESUS y ENCARNA dijo...

ojalá ese eucalipto que te alegra todas las mañanas quede libre por siempre de la mano humana...
Besicos
Encarna

São dijo...

Um grande abrazo de gratidão pelos parabéns para a Juani.
Besos a ustedes.

Ana dijo...

Beneficiar de um panorama assim é logo meio caminho andado para começar o dia bem disposto.
Pode até estar um tempo levado dos diabos, como tem estado ùltimamente, que mesmo a chuva e o vento são bonitos quendo se pode estar atrás duma janela a contemplá-los.
Igualmente bonito é o som da chuva e do vento nas folhas.
Oxalá esse "abuelo" continue a resistir aos ataques cada vez mais inesperados da mãe natureza.

Abraço, Duarte.

Duarte dijo...

Encarna,
espero que así sea. De momento ni la gran movida de las obras del metro le ha afectado.
Besicos

Duarte dijo...

São,
Agradecido e reconhecido.
Um grande abraço

Duarte dijo...

Ana,
conseguiste emocionar-me, pois essas vibrações voltaram a fazer-se latentes, depois de quase sessenta anos. Isso era o que realmente acontecia além, no espaço e no tempo, em Pedras Rubras, Maia. Hoje a contemplação não é tão próxima e as dimensões desta árvore são muito superiores.
Oxalá que assim seja.
Recebe todo o meu afecto num forte abraço

Arabica dijo...

Olá Duarte!


Grande espreguiçar te garante essa janela! :)


Acordar com um horizonte assim não é para todos. Gosto de eucaliptos e esse é um verdadeiro herói de ventanias. Gosto do som das suas fohas, quando dançam ao vento. Quando o corpo (tronco) se dobra.
Muito tempo passei eu admirando a dança dos eucaliptos em dias de vento!

Belas fotos cheias de luz e horizonte!

Bom fim de semana, Duarte, beijinho

Sara dijo...

Pues que siga...que permanezca así, para que tú siempre lo puedas disfrutar y te haga sentir felicidad.
Un abrazote de finde

Duarte dijo...

Arábica,
há muito que não me encontrava numa situação como esta. Sinto uma grande atracção pela natureza, mas esta árvore visto de baixo para cima impressiona, pela grandiosidade. Já que segues, como eu, a estas árvores vamos a ver se me podes revelar uma incógnita. Uma das coisas que sempre me chamou a atenção dos eucaliptos, e que ainda não pude desvendar, é a razão da mudança que sobre a folha quando a árvore se faz adulta.
A mim também, deve ser a árvore com mais elasticidade.
Bom fim de semana.
Abraços

Para ver fotos mais de perto do "abuelo"
http://amigos-de-benimamet.blogspot.com/search/label/Curiosidades

Duarte dijo...

Sara,
gracias por tus buenos deseos y mejores intensiones.

Buen fin de semana y que seas muy feliz, siempre

Abrazos

Arabica dijo...

Duarte

parece ser uma metamorfose natural, a que se dá o nome de "dimorfismo foliar": ao chegarem (folhas) à sua idade adulta (forma de distinção entre machos e femeas).

Não sabia também, busquei na net.


http://pt.wikipedia.org/?title=Eucalipto

E agora vou ver as fotos.

Gracias :)

Arabica dijo...

É efectivamente um belissimo exemplar, Duarte. Esperemos que as futuras obras não o mortifiquem...

Beijinhos

Duarte dijo...

Arábica,
obrigado, primeiro pela rapidez, segundo pela eficácia e depois pela sinceridade.
Vou até lá para ilustrar-me, mas por agora fico satisfeito.

Gracias a ti, es un placer.

Duarte dijo...

Arábica,
o soterramento passa mesmo ao lado, não sei se afectará as raízes. Hoje levou varias safanões, estamos numa zona de influencia ciclónica para dois dias.

Beijocas

Arabica dijo...

Duarte,


Põe a camara à mão para as fotos.

Talvez ela resista e consigas guardar a sua dança ao vento.


:)

andorinha dijo...

A força de resistir às tempestades sem se deixar abater, felizes os que a têm. Na Natureza ou na Vida.
Um beijo com amizade, Duarte.

Rodolfo N dijo...

Amigo, encantadora vista que seguramente entona tu espíritu cada mañana.
Que buenos tener ese "árbol-abuelo" que siempre ofrezca las mejores virtudes: templaza, resistencia, belleza y amistad.
Un abrazo!

Brancamar dijo...

Olá Duarte,

Que bela vista tem da sua janela! Olhar para o horizonte e sentir toda essa serenidade, ver esse milagre da natureza que resistiu a todas as tempestades é uma bonita forma de começar o dia. E conseguiu transmitir-nos muito bem esses sentimentos na sensibilidade com que captou as imagens.
Quero também agradecer as suas visitas e espero ser mais assídua neste bonito espaço. Motivos de ordem pessoal não me têm permitido muita disponibilidade, mas voltarei sempre que possa.
Um grande abraço.
Branca

tulipa dijo...

Olá Duarte
Acordar...
chegar à janela...
e ter esta visão, é deslumbrante!
Que maravilha.

Convido a ler o meu ultimo post sobre
MOMENTOS NA ÍNDIA:
Para subir ao Forte Amber, há uma quantidade enorme de elefantes, até fazem fila, para os turistas se sentarem na cesta e partirem encosta acima.
Como muito bem escreveu o meu amigo Mocho:
..." sem dúvida uma experiência que nunca se esquece, os elefantes sobem a montanha com os turistas que chegam aos magotes para serem recebidos ao som estridente e majestoso de cornetas e tambores como se de verdadeiros marajás se tratassem..."

Bom fim de semana.
Beijokas

Duarte dijo...

Arábica,
hoje tive movimento no meu terraço, esta manhã estava tudo deitado: as lufadas puseram tudo a descansar e eu a trabalhar: já está tudo de pé.
O eucalipto dobra mas resiste. Ali está, como tu dizes, a dançar ao som do vento.
Aqui, os binóculos e a câmara, estão sempre encima da mesa.

Beijinhos

Duarte dijo...

Rodolfo N,
sabias palabras las tuyas, querido amigo. Así es, pues aun que no lo quisiera allí lo tengo inalterable: se el resiste yo también, con las virtudes que tu muy bien expones.
Un gran abrazo y toda mi estima y consideración

Duarte dijo...

Branca,
Precisamente o que me inspira a fotografia que encabeça o teu blog, que maravilha! Não me estranha que o Senhor da Pedra não queira mudar de lugar. Ainda que neste caso seja ao findar o dia.
É grato poder ter-te por aqui, aparece sempre que possas.
Um grande abraço desde esta Valência do Cid.

Duarte dijo...

Tulipa,
procuro-o cada manhã e, de momento, não falha á cita.
Vou passar por lá para deleitar-me com as maravilhas que nos tens preparadas.
Bom fim de semana e um beijo

Duarte dijo...

Andorinha,
querida amiga, temos que ser fortes, só assim superaremos o quotidiano. A vida passa-nos rasteiras diariamente, temos que saber levantar-nos sem fraquejar, senão come-nos.
Um abraço, sentido, com afecto e amizade

Lena dijo...

Tems aqui um panorama grandioso,
da para te encheres de énergia logo ao levantar...
O inverno esta a ser rude por toda a Europa me parece...

bom domingo Duarte !

Beijinhos

Darilea dijo...

Unas vistas privelegiadas.
Besitos.

Amapola dijo...

Sensación de calma......se percibe, bonito despertar con semejantes vistas.......
Un abrazo

Arabica dijo...

Duarte,


esperando que esse resistente ao tempo resista ainda ao vento.

Lembra-me nós proprios, na nossa dança diária, nas mãos das intemperies do mundo...

E assim o fim de semana vai chegando ao fim, no horizonte uma nova semana e espero! melhores ventos :)

(já respondi aos comentários de ontem, pelo que se lá voltares perceberás o porquê do post)


Um abraço e claro :) fico a aguardar novas fotos dessa dança do "Abuello" :)

mariam dijo...

Duarte,
deixo um abraço e votos de boa semana.
um sorriso :)
mariam

Duarte dijo...

Lena,
Valência possui um clima suave no inverno, com uma primavera e um outono muito agradáveis, e um verão bastante caloroso. Desde 1920 que não tínhamos um outono tão frio, veremos o que dirão as estatísticas deste inverno.
Que tenhas uma boa semana.

Beijinhos

Duarte dijo...

Darilea,
es un placer verte por aquí. Aparece siempre.
Besitos

Duarte dijo...

Amapola,
¡tienes que ser muy intuitiva! La zona en la que vivo es muy tranquila, hasta que llegan las Fallas, o las fiestas patronales del barrio, en julio. El silencio puede escucharse, cuando no llueve o hace viento.
Los cambios en el horizonte, hace con que las vistas sean muy distintas durante el día, y el año.

Abrazos

Duarte dijo...

Arábica,
o vento mudou de poente para norte e ademais de intensidade. Estamos em alerta municipal, Mas ele resiste, imponente.
Não saí de casa, anda a voltas com a decoração e nem deu para dar uma voltinha.
Que tenhas uma semana prazenteira.

Abraços

Duarte dijo...

Mariam,
obrigado pelas boas intenções. Espero que a semana te seja leve.

Um grande abraço, quero que esboces esse sorriso, que é só teu...

Arabica dijo...

Duarte,

em Lisboa não de para perceber a intensidade da tempestade.


Só agora à noite tive conhecimento.


Que a tempestade passe.

Beijinhos

Duarte dijo...

Arábica,
aqui foi horrível! Esta manhã tinha os arbustos todos no chão. Estive a arranjar o que pude até ao meio-dia.
Agora parece que amainou. Veio o frio.
Abraços

poetaeusou . . . dijo...

*
Amigo Duarte,
hoje apanhei-te,
,
eu acho que esse e todos os
eucaliptos, como cancros da terra,
deveriam ser abatidos, plantando
pinheiros, como o pinhal de Leiria,
ou do pinhal da Nossa Senhora da
Nazaré de preferência, por isso,
abaixo o Eucalipto do Duarte.
srsrsrsr, hehehehehehe . . .
,
um abraço de amizade,
do tamanho dos pinheiros que
construíram as caravelas
que passaram para alem da
Taprobana
,
*

Duarte dijo...

Está bem, Zé. Concordo com a ideia que teve o Dom Dinis em Leiria, e até com a do Dom Fuas Roupinho na Nazaré, terra que adoro, como sabes, mas protejamos todas as árvores, incluído este eucalipto que caminha para ser árvore protegida na Comunidade Valenciana. Então desconheciam a existência desta árvore pois, de ser assim, essas caravelas tinham sido construídas com madeira de eucalipto; isto por diversas razões; uma muito simples, reproduzem-se com maior rapidez e a sua madeira é de maior utilidade. Aparte das muitas aplicações, dos demais elementos que a compõem, no mundo da química, incluída a medicina. Uma coisa é certa, não dão pinhões, y gosto imenso.

Como sempre, bom amigo, um forte abraço

Dois Rios dijo...

Querido Duarte,

Estou aguardando um outro olhar, uma outra poesia, ou uma informação, ou quem sabe uma bela música?

Qualquer coisa que vier do meu amigo de Portugal por certo me acrescentará algo de bom.

Beijos,
Inês

Duarte dijo...

Inês,
querida amiga, como inspiras bons sentires não tardarás em encontrar-te com um novo olhar.
Essa é a intenção, aportar algo que impacte, que cative.
Beijinhos com a inspiração que tu provocas, a amizade.

María dijo...

Hola Duarte:

Ya pensé que llegaba tarde a algún nuevo post en tu blog, es que llevo varios días sin visitar tu blog, pero veo que sigues aún con el mismo post, a pesar de todo, yo te dejo la huella de mis palabras, mis saludos, y un beso.

Duarte dijo...

María,
casi no tengo tiempo ni para pensar y bastante con vos ver.
Agradezco que estés pendiente de mi, prueba de buena amistad.

Besos

Maria Jesús dijo...

Vengo a empaparme de Portugal y de la belleza de sus rincones. Sin duda, visitarte es una forma excelente de conocerlos a fondo

Duarte dijo...

María Jesús,
sabes que eres bien hallada. Vuelve siempre.
Abrazos de gratitud