viernes, 14 de mayo de 2021

MI HOMENAJE A ANTONIO GASCÓN

Un amigo es un ser especial que entra en nuestra vida para pasar a ser parte de ella y hacernos aún más felices. Así era mi amigo Antonio y aquella sonrisa permanente era capaz de llenar de alegría, los momentos más difíciles: sé que jamás perderá ese brillo. 

Siempre he tenido su apoyo y comprensión. Fue una de las personas que ha dejado huella en mi vida. 



Nos gustaba pintar, cada uno en su faceta, pero siempre acudía a mi para que le diera mi opinión ¡Como se nota el silencio de tu ausencia, buen amigo! 

Hoy dedico este pequeño homenaje a un gran amigo y os dejo, para vuestro deleite, parte de su obra pictórica.












Los buenos amigos siempre estarán presentes



viernes, 30 de abril de 2021

PALÁCIO NACIONAL DE SINTRA

 



Este Palácio está situado no centro histórico da Vila, também é conhecido como Palácio da Vila, foi habitado durante quase oito séculos por monarcas portugueses e pela corte. As suas enormes chaminés fazem fácil a sua localização, pois são vistas de qualquer ponto da cidade. 




Está classificado como Monumento Nacional desde 1910 e integra-se na Paisagem Cultural de Sintra, classificada pela UNESCO como Património Mundial da Humanidade desde 1995.

Era um Palácio de estilo árabe, mas foi renovado no século XV seguindo o estilo manuelino, mas, posteriormente, sofreu várias transformações dando-lhe essa mistura de estilos que tanto o caracteriza.


Foi neste Palácio que D. Manuel I recebeu a notícia de que Vasco da Gama havia descoberto o caminho marítimo para as Índias.




A Sala dos Cisnes foi cenário histórico de grandes celebrações e recepções. Ainda hoje se realizam banquetes oficiais neste local.

 A decoração do teto chama a atenção. São 27 cisnes com gorjais de ouro ao pescoço.










Segundo a tradição, foi nesta sala que D. Sebastião ouviu Luís de Camões ler “Os Lusíadas”, o grande poema épico português que narra a descoberta do caminho marítimo para a Índia por Vasco da Gama.

Uma velha lenda diz que as pegas pintadas no tecto foram mandadas pintar pela rainha e encarnam as vezes que o rei D. João I foi surpreendido pela rainha beijando-se com alguma das damas de companhia. 









 








Localizada no ponto mais elevado do Palácio e orientada pelos pontos cardeais, a Sala dos Brasões é o expoente máximo da intervenção manuelina no edifício.



O teto da sala dos brasões é impressionante! Além dos brasões do rei e dos infantes, há 72 brasões de famílias da nobreza da época, sendo considerada a mais importante sala heráldica de toda a Europa.