jueves, 15 de agosto de 2019

KREMLIN DE MOSCOVO




Era uma das muitas cadeiras que ainda tenho por aprovar, ir à Rússia, mas por fim consegui-o. A impressão foi positiva desde o primeiro contacto com este imenso e grande País. Fiquei surpreendido positivamente. Já vos irei contando coisas.
Hoje vou-vos falar do Kremlin, para nós fortaleza. 


O Kremlin é o coração administrativo e religiosos de Moscovo. O autêntico coração da capital russa. 
O que nos ocultam essas enormes muralhas é algo impensável até que tomamos contacto com o recinto.
São majestosas construções, palácios, catedrais, todos espetaculares, que palpitam entre a praça Vermelha e os Jardins de Alexandre. O que faz deste espaço algo único e fascinante. Existem outros Kremlin noutras cidades, mas sem comparação.





Durante os séculos XI e XII, Moscovo era uma pequena cidade eslava e foi nessa época que se construiu uma muralha e um fosso para proteger à povoação. Então era uma terceira parte do Kremlin de hoje.
Com o crescimento da povoação foi construída outra muralha no século XIV, esta mais robusta, e uma fortaleza.
No século XV e XVI, o recinto sofre muitas melhoras e ampliações com uns dois quilómetros de muralha e os edifícios das catedrais da Assunção, da Anunciação e do São Miguel Arcanjo. 
Por fim no século XIX ergue-se o grande Palácio do Kremlin. No século XX o recinto sofre uma importante restauração. Ainda que esteve encerrado ao público durante anos na época comunista. 
Em 1990 foi declarado pela Unesco Património da Humanidade, junto com a praça vermelha. 





























Depois do já exposto passo a deixar-vos uma amostra daquilo que vi que facilmente relacionareis com o antes dito. 
A destacar a Praça das catedrais, no coração do recinto. O campanário de Ivan o grande, acabado em 1600, tem 81 metros de altura e foi durante séculos a estrutura mais elevada de Moscovo. Não se podiam construir edifícios mais altos. Com vinte e um sinos que serviam para alertar da chegada de tropas inimigas. O Palácio das Facetas, o edifício civil mais antigo do recinto que guarda os tronos imperiais russos. Ao lado, o palácio Terens, que foi a casa da família imperial russa.



















O meu desejo é que desfruteis como o fiz eu.



E no jardim... colhi estas flores para ti...