lunes, 27 de julio de 2009

BATALLA DE FLORES - 2009

La Batalla de Flores de este año nos trasladó a la Valencia de 1909, las carrozas y los participantes rindieron 
homenaje a la Exposición Regional Valenciana.




Uno de los actos de la Feria de Julio más populares, sobretodo por lo llamativo del evento y porque cierra todo el mes de fiestas, es la Batalla de Flores que tiene lugar en la Alameda.

Este acto nació en 1871 y consiste en un desfile de carrozas y calesas, todas muy bien decoradas con flores de todas las clases y que optan así al premio a la mejor carroza.

Fases por las que pasa la construcción de una carroza.
Gentileza de los Carroceros; Artes Pláasticas Guaita y Carrozas Sanchez.

Artes plásticas Guaita






















Carrozas Sánchez







El acto que cerró la Feria de Julio 2009 fue la Batalla de Flores que tuvo lugar el domingo día 26 a las 20 horas en la Alameda. Alrededor de treinta mil personas, entre asistentes y tripulantes de las carrozas, han sido testigos de ello y lanzaron más de dos millones de clavelones entre si en una batalla llena de magia en color y plasticidad.

Traslado





El la Alameda se desenganchan los tractores y se acoplan los caballos.

Empiezan los preparativoa para el gran momento; el desfile y la batalla.








"Paseando hacia el recuerdo" - Sucesores de Vicente Roda - 2º premio sección especial






"Himne Regional" - Carrozas Sánchez - 3º premio sección especial





"Pavelló Ajuntament" - Hepema - 1º premio sección especial






El premio extraordinario Barón de Cortes fue para la carroza "Centenari" obra de Enrique Burriel y Jordi Palanca.








"Mariposas" - Vicente Demets - 1º premio sección ordinaria A





Un caballo muy especial, "Rubio", sigue a su amo a todos los sitios: son de Cullera.


Con la llegada de los participantes se van ocupando las carrozas que empiezan a adquirir vida y color.



"Evocando a Sorolla" - Artes Plásticas Guaita - 4º premio sección especial






Fallera Mayor infantil y su corte de honor





Fallera Mayor infantil


Durante casi una hora la ciudad de Valencia regresó al año 1909, en un claro homenaje al centenario de la Exposición Regional. Tanto las carrozas como algunos de los participantes iban ataviados con indumentaria alusiva a la época.



Amigas de la poesía





Ataviadas de la época





Fallera Mayor de Valencia y su corte de honor






Grupa








Surgen desde el cielo los paracaidistas que aterrizan en el recinto, preparado para la batalla, la Alameda, y hacen la entrega a la Sra. Alcaldesa de un ramo de flores.






El desfile de carrozas se abrió con la colla de dolçainers Russafa que antecedían a las grupas.
Aparición los coches de caballos ligeros y las 28 carrozas: el recinto se inundó de formas e colores.
La mayoría de los participantes dedicaron sus carruajes a homenajear a la Valencia de 1909.







Este año hubo una novedad que arrancó un aplauso caloroso del público el desfile de una Unidad de Caballería del Reino de Costas y Fronteras de 1909 que en su día flanquearon al rey Alfonso XIII durante la inauguración de la Exposición Regional en Valencia.





Tras la entrega de premios, el disparo de un “tró d'avís” se desató la locura y la diversión. Una tupida cortina de flores amarillas y naranjas invadió el paseo de la Alameda. Los integrantes de las carrozas se protegían como podían con sus raquetas, pero sin dejar de replicar… la batalla estaba abierta…











Una “mascletá“ de color, a cargo de la Pirotecnia “El Portugués”, puso el broche de oro a la FIESTA.






FIN



92 comentarios:

Sara dijo...

jOAQUÍNNNNNNNNN Hola mi amigo...la primera en comentarte, que ilusión...y es que nada más que he podido, me he puesto al ordenador y me encuentro con la entrañable entrada de Juani, y con tu batalla de flores... IMPRESIONANTE! que cosa más bonita, y tú nos la cuentas con todo lujo de detalles, como cuentas todas las cosas, parece que hubieramos podido estar allí Manolo y yo acompañandoos de lo bonito y bien que lo cuentas todo, algún día lo veremos en vuestra compañía.
Miles de gracias por el sábado tan precioso que pasamos en vuestra compañía, eres una persona auténtica, de corazón y ha sido uno de los momentos decisivos conoceros, que gran placer! de verdad! gracias por tu generosidad, tu bondad, tu humanidad, tu autenticidad.
Un abrazote y Manolo y yo, te tiramos con todas nuestras fuerzas de amistad, muchos claveles.
Muchos besos

Sara dijo...

Te esperamos en León, en La Robla, donde tienes tu casa y mucha naturaleza que ver y disfrutar.
Más besos

Duarte dijo...

Sara,
amiga mía, hablamos bastante, imprescindible para conocernos, pero no te dije que soy de lágrima fácil. Estas palabras tuyas, tan francas, tan sinceras, por lo espontáneas, me han dejado blando, meditabundo, melancólico, con ganas de coger el coche y salir pitando... buscando a dos seres maravillosos que hicieron de un simple sábado un día maravilloso, inolvidable... GRACIAS.
Tu sonrisa, linda... generosa... amiga, de amiga.
Os espero en la próxima batalla de Flores.

Un gran abrazo para los dos

Duarte dijo...

Sara,
no digo que no, y más aún cuando la invitación es tan atractiva y sincera. Deja que el tiempo madure las emociones y me permita tal desplazamiento. Prometo ir, mas no sé cuando, todo depende, en parte, de Hannah.

Besos con afecto

Claudinha ੴ dijo...

Olá Duarte!
Estou encantada com as fotografias! Magníficas imagens, os carros com alegorias lindas.
Mas a queima de fogos quase foi ofuscada pela madrinha Lua, que se fez musa de sua fotografia e você nos presenteou.
Não tenho palavra mais adequada e me repito, estou encantada!
Beijo.

Duarte dijo...

Claudinha,
gosto muito do mundo da fotografia e reconheço que me esmero com esta festa, da que sempre gostei.
Os fogos, outra das atracções que me motiva.
A Lua brilhava com intensidade e a noite deixava cair o manto negro ao encontro com o fogo, atribuindo-lhe intensidade: era o fim da festa!
Fico encantado com aquilo que expressas e que tanto me emociona.
Abraço-te emocionado

Juani dijo...

como siempre una entrada impresionante, gracias por dejarme disfrutar de esta preciosa batalla contigo, fue una tarde de domingo impresionante y llena de belleza
saluditos

Duarte dijo...

Juani,
te lo había prometido, sabia que te iba a gustar.
Es un ambiente que me agrada, es una gente muy sana, además mi amigo te ha tratado con deferencia.
Disfruté contandote "batallitas"...
Para mi, una tarde memorable.
Menudo fin de semana!

Cumprimentos

Cris Caetano dijo...

Lindo! É interessante perceber que o Carnaval daqui tem uma inspiração antiquíssima deste tipo de festa comum na Europa há anos.

Beijinhos

Duarte dijo...

Cris,
os carnavais possuem outras conotações. Aqui também se celebram em fevereiro, mas com outras actividades, incluídas máscaras.
Esta festa, "La Féria de Julio" foi criada para reter aos valencianos que saiam da cidade nos alvores do estio, devido ao calor. Este é o fecho, durante o mês celebram-se imensas actividades tanto lúdicas como culturais.

Beijinhos de boa amizade

Rosa dos Ventos dijo...

Deve ser um espectáculo maravilhoso!
E então com esta música...

Abraço

Duarte dijo...

Rosa,
Os preparativos são lentos, mas o momento da batalha é tão intenso em sensações e alegria que se torna efémero.
É o pasodoble Valência do mestre Padilla, interpretado pelo grande tenor Alfredo Kraus.

Abraços

solrak dijo...

Duarte muchas gracias por tu visita a miblog de torpes versos, y por tus palabras....sin palabras.
Tu entrada de la batalla de las flores, que decirte preciosas fotos, y preciosa batalla, ójala todas las batallas se dirimieran con flores, con versos, con verdades y sin rencores.
"Levante, a corazón abierto
de gente grande...
y corazón sincero"

Un abrazo, grande y sincero.

Duarte dijo...

Solrak,
las palabras que salen del alma poseen sensatez. La torpeza tan sólo existe en la selección del verso por la fluidez con que brota...
Valencia expresa así su garra por la vida, llevando cada clavel un mensaje de paz y amor...

Un abrazo, sentido...

Justine dijo...

É uma cidade de grandiosas festas, a tua bela Valencia! E tu um excelente reporter dessas festividades. Não sei qual admirar mais: se as Fallas, se esta belíssima batalha de Flores. Só há uma maneira de decidir: assistir a ambas, um dia:))
Abraço amigo

Duarte dijo...

Justine,
totalmente de acordo, sabes que só tens que aparecer.
A batalha de flores faz-se numa tarde e as Fallas são uma semana de festejos diversos. "La Feria de Julio" é todo o mês, bom, até ao último domingo, que é quando se faz a "Batalla". Durante o mês fazem-se varias actividades, tanto culturais como lúdicas, que atam a povoação à urbe.
Cá vos espero.
Beijinhos plenos de afecto e amizade

Arabica dijo...

Duarte,

mais uma bela reportagem que nos ofereces e esta, hombre!!!! cheia de flores! :)

E de fogo, cruzando os céus!

Há realmente cidades de festa :)


Um abraço.

Rodolfo N dijo...

Amigo, una vez mas he disfrutado de un paseo imaginario y virtual por la belleza, la poesía y la artesanía de un pueblo maravilloso.
Su cultura deslumbra y la presencia de un cronista destacadísimo como vos, que nos permite contactarnos con las verdades de la vida,es motivo de orgullo para tu tierra.
Un abarzo

Duarte dijo...

Arábica,
por isso é a batalha das flores!...
Quero que te animes e venhas a uma guerra destas.

Beijinhos

Duarte dijo...

Rodolfo N.,
insisto en que te animes a pasar por estas tierras que te emocionan
Soy un apasionado por la vida y sus encantos, Valencia los tiene.
Un abrazo

Ana Ramon dijo...

Uma autêntica maravilha! Não conhecia esta tradição lindíssima. Percebo o teu encanto e a urgência de fixares momentos tão bonitos. Quem sabe um dia me desloco a Valência (que não conheço)para assistir a este impressionante espectáculo. Quanto ao Alfredo Kraus, já estava esquecida da sua voz embora tenha um disco dele mais ainda dos de vinil.
As fotos estão espectaculares e adorei a viagem desde o início dos trabalhos até à "batalha final" :)
Parabéns!
Um beijinho grande

Dois Rios dijo...

Querido amigo,

Batalha de flores. Há algo mais suave, perfumado, belo e sensível do que um evento dedicado às flores?
Confesso que nunca tinha ouvido falar e que, por certo, me encantaram o esmero, a dedicação e o adorno de requintando bom gosto de cada carroça.
Parabéns, meu querido, por mais esse belo e primoroso post.

Beijos floridos,
Inês

Maria Jesús dijo...

Una vez más, felicitarte por tan maravilloso y elaborado post. Las imágenes son sublimes y reflejan a la perfección el alma de tan bella batalla. Sin duda, a través de este espacio estamos aprendiendo a introducirnos y a amar las tradiciones de Valencia, en este caso la batalla de las flores. Así que me voy perfumada e ilustrada con tus palabras y tus fotografías. Besos, querido Duarte.

Vicente dijo...

Juaquin es la segunda vez que bas a la batalla de flores conmigo espero que lo hayais pasado bien ,que os han parecido los premios ,lo habeis visto justos ,que opinas un abrazo de pilar y vicente.

Duarte dijo...

Ana Ramon,
algo similar ao muito que aprendo contigo, es uma lição continua.
Para mim seria um grande orgulho poder levar-vos a esta contemplação.
Obrigado, conseguiste emocionar-me.
Um chi coração fruto da emoção

Duarte dijo...

Inês,
que lindo nome!
Quando assisti a esta festa pela primeira vez fiquei impressionado, então usavam-se pétalas de roas e cravos e ia-se a rosto descoberto. Os "clavelones", na Maia cravos-túnicos, é uma flor menos delicada que é arremessada com outra impetuosidade, por isso os participantes das coroças levam raquetes para proteger-se de algum enfurecido.
Obrigado pela apreciação.
Beijinhos perfumados de rosas

Duarte dijo...

María Jesús,
una persona con una sensibilidad como la tuya logra alcanzar un sobresaliente, lo que mucho me gratifica y que agradezco.
Solamente transmito lo que veo, lo que percibo, lo que realmente ponen los valencianos y valencianas en sus bellas tradiciones.
Besos perfumados de azahar

Duarte dijo...

Vicente,
lo he pasado muy bien, tu compañía es agradable y me enseña mucho. Tu, eres un gran artista en esta actividad. Son muchos años dedicados a la fiesta y en la creación de bellas carrozas.
Me gusta mucho esta fiesta y en mi opinión personal todas las carrozas son merecedoras del premio especial, por lo que representan y por el esfuerzo, ingenio y saberes, que ponéis en todo aquello que creáis. De todas formas veo que ni siempre existe justicia a la hora de la atribución de los premios. Este año los vi más acertados, de las seis primeras cualquiera de ellas era a candidata al premio tan anhelado. Para mi, una carroza debe cumplir unas cuantas funciones básicas alusivas a la fiesta, las flores y la mujer valenciana. La carroza del premio especial de este año, siendo una de mis candidatas para el premio y, como tal, la posibilidad de lo lograr, y que lo consiguió ,falló en algo básico, no había espacio para las participantes, iban mal sentadas y de lado, a punto de caerse. Lo que no aconteció con las vuestras, las de los talleres Guaita y con la de Antonio Sánchez.
Carrozas mucho más sencillas han logrado en vistosidad, que para mi es lo que realmente importa, a las que realmente les atribuiría dichos premios. Una carroza después de vestida, con la incorporación de la parte humana, gana o pierde, y en este caso algunos premios no han estado, en mi modesta opinión, acertados, o sea, justos. Había que atribuirles otros premios, o otros fines.
Querido amigo, espero haberte complacido.
Este blog ha nacido parta divulgar cosas de Portugal y de Valencia, estoy viendo en estos días una gran actividad, desde España, que deduzco que es desde Valencia, pues nadie ha hecho nada igual, pero veo que la gente entra y mira, y no participa con sus comentarios, lo que es lamentable.
Recibe todo mi afecto en un fuerte abrazo extensivo a tu querida esposa, mi buena amiga Pilar.

Vieira Calado dijo...

Meu caro!

Só pela música, valeu a pena ter vindo aqui.

Sabe, esta música foi umas das primeiras que me despertou
para a grande música, quando eu era muito jovem.

Um forte abraço

deste amigo, de Portugal.

Duarte dijo...

José,
desconhecia esta particularidade e fico contente por ter acertado, tu es merecedor disso.

Um grande abraço desde terras valencianas, que sei que te agradam, e que por aqui andaste...

~pi dijo...

coisa mais lindaaaaaaaaaaaa!! :)

era mesmo o que eu precisava: sol

e uma batalha de

flores

perfumadas

seguida de um banho

de imersão nas

mesmas :))




beijo





~

Duarte dijo...

~pi,
Valência, "é a terra das flores", ainda que hoje em dia menos, mesmo assim encontram-se facilmente.
As flores que hoje em dia são empregadas na Batalla já não são perfumadas, mas existem para outros fins.
Aparece, te prometo dita imersão.

Um grande abraço

PoesiaMGD dijo...

Viva Valencia!

Uma bela reportagem! Parabéns! Fica a vontade de assistir a tão fantástica festa!
Abraço

Duarte dijo...

PoesiaMGD,
os desejos estão para cumprir-se.
Obrigado
Abraços

poetaeusou . . . dijo...

*
belo trabalho, Duarte,
parabens,
,
um abraço,
,
*

Duarte dijo...

Poetaeusou,
obrigado, amigo Zé.

Um forte abraço

Dois Rios dijo...

Amigo Duarte,

Ando com saudades das suas palavras e das suas histórias. Acho que ando precisando de ternura... e nesse caso sei bem onde encontrá-la. Aqui estou, rsrs...

Beijo grande, meu querido!
Inês

Duarte dijo...

Inês,
em mim sempre encontrarás a pessoa adequada para isso, sou portador de ternura por natureza.
Recebe um forte abraço uma meiguice de quem muito te aprecia.

Menina do Rio dijo...

Duarte querido,
esta exposição de imagens é maravilhosa e ainda acompanhada de todo histórico que sempre nos acrescenta valores culturais indispensáveis.

Quanto ao Livro, meu anjo; está publicado mas aguardando lançamento que "seria" pra final de julho e lá se foi julho... Também estou aguardando.

Fica com um beijo na alma

tulipa dijo...

“A frouxidão no amor é uma ofensa,
Ofensa que se eleva a grau supremo;
Paixão requer paixão, fervor e extremo;
eu ardo, eu gemo; Eu choro, eu desespero,
eu clamo, eu tremo…”
Andando pela net, descobri esta poesia de Bocage.
Como estou de acordo com o 1º dos versos:
“A frouxidão no amor é uma ofensa…”
Pergunto, qual a tua opinião?
Vem, diz-me o que achas.
Para mim:
No amor tudo deve ser sentido e vivido com bastante intensidade.
Beijos

Aproveito para desejar uma excelente semana.

tulipa dijo...

AMIGO

EXCELENTE REPORTAGEM FOTOGRÁFICA.

PARABÉNS.

GRACIAS PELA PARTILHA.

poetaeusou . . . dijo...

*
passei aqui,
,
abraço,
,
*

Lena dijo...

Teus post's Duarte são cada vez mais feitos com grande intensidade, nota se o carinho que tems por esta "batalla de flores"...
não se pode não gostar; é tudo tão lindo, florido....

Um beijo

Menina do Rio dijo...

Duarte, um dia vais guiar-me por Valência.

Fica com um beijo, querido

Duarte dijo...

Verónica,
estou no Porto, se entretanto sabes algo avisa-me, quero-o comprar.
Beijinhos de boa amizade

Duarte dijo...

Tulipa,
tudo o que tem que ver com a palavra frouxidão, não me agrada, sou lutador o que faz com que este termo não encaixe em mim.
O amor requer intensidade, paixão ardente, senão seria outra coisa.
Um grande abraço e uma boa semana

Duarte dijo...

Tulipa,
sou amigo de partilhar...
Beijinhos

Duarte dijo...

Poetaeusou,
aparece sempre que queiras...
Um abraço

Duarte dijo...

Lena,
es uma mulher com sensibilidade e bom gosto.
Gostei do teu comentário, está impregnado de amizade.
Beijinhos

Duarte dijo...

Verónica,
fica para quando quiseres...
Abraço-te

mariam dijo...

Duarte,

Só agora aqui pude vir...
Passeei os olhos por todo o desfile... QUE BONITO!
Uma foto-Reportagem fantástica, ao teu estilo primoroso e cheio de sentido estético. Gostei muito!
Sabes, fico amiudes vezes com a impressão que Valência é uma cidade sempre em festa!

Boas férias!!!

um grande abraço e o meu sorriso amigo (de sempre) :)

ah!este ano não deu p'ra mostrares a batalha dos cravos...

mariam dijo...

... é que o ano passado achei achei muito engraçada a dita 'batalha'!!!

beijinhos
mariam

Duarte dijo...

Mariam,
sabes que aqui sempre chegas a tempo. É um prazer ver-te por estes lados.
Sim, Valência é uma cidade sempre em festa, algo que lhe imprime o carácter das suas gentes.
Agradeço as palavras de elogio ao meu trabalho.
Beijinhos e um sorriso franco

Duarte dijo...

Mariam,
as últimas fotografias são da batalha, ao esmorecer a tarde só se podem ver as sombras das flores, a voar, à procura, geralmente, dum rosto bonito... como o teu!...

Beijo-te

São dijo...

Meu caro Joaquim, estou aqui verdadeiramente deslumbrada com as fotos e rendida ao fundo musical, até porque adoro a voz que no-lo traz!

Um grande, apertado abraço!!

Duarte dijo...

São,
palavras amigas, as tuas, que me enchem de emoção, obrigado.
Abraço-te agradecido e emocionado

tulipa dijo...

Caro Joaquim

Fiz uma homenagem à FOTOGRAFIA no DIA MUNDIAL DA FOTOGRAFIA, ontem e a todos os fotógrafos que nos deliciam com as suas fotos.

Tu estás incluído nesse grupo pois apresenta-nos sempre belas imagens e através de ti, vou conhecendo o mundo.

Estou verdadeiramente deslumbrada com as tuas fotos.
Um abraço.

Duarte dijo...

Tulipa,
agradeço a tua gentileza e reconhecimento pelas minhas artes com a câmara. Tu também nos brindas imagens de boa factura.
Beijinhos

Brancamar dijo...

Olá Joaquim,

Vim matar saudades e aprender contigo.
Belíssima reportagem da Batalha de Flores, completíssima em todos os aspectos. É uma forma de viajarmos contigo e conhecer as tradições quando não podemos ir.
Deixo-te beijinhos e espero que esteja tudo bem.
Branca

Duarte dijo...

Branca,
conseguiste emocionar-me! Sim, o facto de estar na terra, a matar saudades, e perceber palavras cheias de calor de amizade tive que vibrar: obrigado.
Estou bem e desejo que tu também. Aceito e agradeço esses cálidos beijinhos que retribuo com um forte abraço
Joaquim

MARTHA THORMAN VON MADERS dijo...

Nossa, tudo é muito lindo...
Gostaria de estar presente em um momento assim.

Maria Clarinda dijo...

Excelente partilha, obrigada!
Jinhos mil

Duarte dijo...

Martha,
gostei imenso da tua expressão. Se apareceres, é sempre no último domingo de Julho, será uma grande satisfação fazer com que o vivas de perto. Este ano os meus netos viveram intensamente esse momento e foram felizes.

Duarte dijo...

Maria Clarinda,
satisfaz-me saber que gostaste.
Abraços

~pi dijo...

bom, muito bom

parar aqui

a i n d a

batalhas de flores e

perfume

es pa lha do :)



beijo



~

Brancamar dijo...

Olá Duarte,

Vi agora a tua resposta e espero que regresses bem. Não sei se ainda estás pela terra, que pena não saber, se é que andas por aqui perto do Porto, pela Maia ou Matosinhos, onde penso ser a tua terra.
Volto breve para saber de ti.
Beijinhos.

María dijo...

Hola, amigo Duarte, llevo bastantes días que apenas visito blogs, y hoy es cuando me he puesto un poquito las pilas.

Preciosas imágenes las que nos dejas siempre amigo, he disfrutado con ellas, y también con la música.

Te deseo un feliz comienzo de semana.

Un beso, amigo mío.

Duarte dijo...

~pi,
gostei, vejo que conseguiste perceber cores e odores.
Beijinhos

Duarte dijo...

Brancamar,
continuo na terra e pode que siga até o meio deste mês. Agora estou na Senhora da Hora, mas já andei pelo Sul e, como não, pela Maia, pelo Porto e por Matosinhos... cheguei até o Canidelo... quase cheguei a Miramar.... era tarde e o mar dormia na escuridão.
Se queres contacta comigo para poder ver e falarmos.
Um forte abraço

Duarte dijo...

María,
estoy por mi tierra y como debes suponer sin tiempo para dedicar a este medio, lo único que intento es contestar.
Un beso, querida amiga

~PakKaramu~ dijo...

Pak Karamu reading and visiting your blog

María dijo...

Duarte, no te preocupes, amigo, lo importante es que estés bien, y que disfrutes de tus momentos, seguimos cerca todos.

Un beso.

Duarte dijo...

~PakKaramu~
pasaré por tu blog...
saludos

Duarte dijo...

María,
muchas gracias por tu amistad incondicional.
Abrazos de buena amistad

AFRICA EM POESIA dijo...

BELOOOOOOOOOO

Me encantó..


SENTO NO CAFÉ


Entro no café...
Sinto o seu aroma...
Saborei-o e sinto...
As plantações...
O bago...
A magia...
E continuo a saborear
E a sentir-me feliz...

LILI LARANJO

Duarte dijo...

Lili,
senti o aroma dos teus versos e deleitei-me com o seu sabor... obrigado.

Beijos

Duarte dijo...
Este comentario ha sido eliminado por el autor.
Vieira Calado dijo...

Olá, meu caro!

Foi esta música (e também Granada)

que me iniciou no gosto pela grande música.

Obrigado por aqui a trazer.

Um abraço

Duarte dijo...

José,
tanto esta Valência de Padilla, como a do Agustín Lara são a homenagem que a terra merece. Satisfaz-me saber que é do teu agrado, para mim também.
Um grande abraço desde a emoção

Vicente dijo...

Amigo,Juaquin ya has superado tu propio recor de comentarios en el bloc de este año de la batalla de flores de Valencia , y que a gustado a muchisima jente por tus comentarios y como no tus bellas Fotografias un abrazo de Pilar y Vicente .

Vicente dijo...

Amigo,Juaquin ya has superado tu propio recor de comentarios en el bloc de este año de la batalla de flores de Valencia , y que a gustado a muchisima jente por tus comentarios y como no tus bellas Fotografias un abrazo de Pilar y Vicente .

andorinha dijo...

Olá Duarte
Sinto a falta das tuas extraordinárias reportagens sobre a terra valenciana. Espero que voltes em breve a encantar-nos com as tuas palavras e fotos.
Um beijo.

Duarte dijo...

Vicente,
tuya es la culpa, al hacer con que renaciera en mi, con tus artes, la afición a estas fiestas.
Mi más reconocido agradecimiento a todos. A primeros de Agosto las entradas desde España, y creo que casi todas desde Valencia, han sido inmensas, tan solo es de lamentar que no hayan dejado constancia de ello.
Un fuerte abrazo para ti y para Pilar, sois amigos incondicionales a los que quiero.

Duarte dijo...

Andorinha,
deixo-te um muito obrigado como agradecimento por palavras tão cheias de calor humano. Estou a acabar o meu périplo pela nossa terra tão querida e espero no espaço duma semana lograr a normalidade. Estou, junto de todos vós, a viver momentos intensos que serão inolvidáveis.
Deixo-te um forte abraço

Efigênia Coutinho dijo...

SAUDOSAMENTE
MEUS CUMPRIMENTOS PELAS FLORES EM FESTA....


VESTIDA DE FLORES
Efigênia Coutinho


Que alegria naquelas Flores
que perfume de juventude
Viva! Venha bailar com plenitude
nesta festa Viva das Flores...


As Flores vêem anunciar
a ressureição da natureza
Elas cantam a canção do Amor
Sorrindo aos raios do astro Sol.


Cantam dias, e horas para
depois inclinarem suas cabeçcas,
deixando que outras Flores
se abram á Luz da natureza.


Pra que nunca sejam quebradas
as grinaldas das cores e dos
perfumes...Que alegria está dança
Vestida de Flores e Cores da Vida!


Balneário Camboriú
Setembro 2009.

Duarte dijo...

Efigênia,
que bonito! Quanta inspiração!
Desde a terra que me viu nascer, deixo-te um grande abraço, impregnado com os perfumes que imanam os teus versos, adornados com pétalas de flores.

Menina do Rio dijo...

Já andava sentindo falta de ti e das tuas visitas, Duarte!
Quanto ao livro, Não sei o que está havendo, nem o porque da demora e como moro no Brasil, fica difícil acompanhar o que se passa, mas tenho um amigo em Portugal que está a agir no sentido de esclarecer a demora no lançamento. Infelizmente regressas sem o mesmo e eu fico desolada. De qualquer forma, o mesmo vai estar exposto no site da editora em breve, espero eu.
Deixo-te o meu carinho e votos de um excelente fim de semana.

Beijinhos

tulipa dijo...

AMIGO DUARTE

Onde andas?
Sinto a tua falta.

Sei que gosta de fotografia,
por isso
tomei a ousadia de lhe fazer um
CONVITE:
Estive 5 dias isolada do mundo, num encontro espiritual comigo mesma, num monte alentejano e, por isso tenho que muito rapidamente divulgar a minha próxima exposição de fotografia.

Desta vez será no “Norte” a pedido de várias pessoas, em Fevereiro passado, quando foi a minha 1ª exposição individual aqui próximo de Lisboa, na margem sul.
Como gosto de desafios, houve “alguém” que me desafiou e disse que colaborava, nem pensei 2 vezes e decidi tratar do assunto em Abril passado.

Chegou Setembro e será a minha rentrée cultural.
Fica o convite para quem vive perto e noutros casos, em que a distância impossibilita a presença de tantos bloggers, fica a participação do evento.

Venho reforçar que teria todo o gosto em que estivesses presente na minha rentrée.
Será muito próximo do Porto, em S. Mamede de Infesta.

Já fiz a divulgação no meu blog.

Abraços, TULIPA

Duarte dijo...

Menina do Rio,
estão a ser dias intensos mas amanhã já regresso. Voltarei pelo Natal, e então não irei sem ele.
Dá noticias quando possas.
Un grande abraço e o desejo duma boa semana

Duarte dijo...

Tulipa,
estou no Porto. Amanhã já regresso e atender-te-ei como mereces.
Lamento não poder ver a tua exposição, mas espero pelo menos apreciar o teu bom gosto por outro meio.
Estive vários dia na Senhora da Hora, perto de São Mamede... uma pena!
Já falamos...
Beijinhos e o desejo dos melhores êxitos

poetaeusou . . . dijo...

*
este Senhor
por onde anda ?
,
saudades desde,
,
*

Duarte dijo...

Zé,
já estou em casa, cheguei na terça, mas ainda não tive tempo de iniciar os meus contactos.
Passei pela Nazaré mas não te vi, foi de pressas, e para não poder cumprir objectivos...
Passarei a ver-te...

Abraços amigos