jueves, 31 de marzo de 2011

ESTACIÓ DEL NORD - VALENCIA



La estación está situada en pleno centro de la ciudad, junto a la plaza de toros, y muy cerca del Ayuntamiento.
Proyectada por el arquitecto valenciano Demetrio Ribes, fue construida entre 1906 y 1917, aprovechando las transformaciones urbanísticas de la ciudad.
Su estilo encaja en el movimiento modernista valenciano, dentro de la corriente denominada "Sezesión Vienesa".






Destacan, de su fachada principal, tres cuerpos, uno en cada extremo, en forma de torreón, el tercero en el centro marcando la puerta de acceso. En ella resaltan abundantes detalles decorativos, con numerosas piezas cerámicas, que reproducen distintos tipos de adornos florales muy valencianos, y abundancia de escudos de la compañía y de la ciudad. La puerta, del primitivo acceso, está decora con dos bellos paneles de mosaico diseñados por el pintor José Mongrell.






La exuberante decoración del vestíbulo, con un minucioso diseño de las taquillas y arrimaderos de madera, con incrustaciones de mosaico y decoraciones cerámicas con abundancia de “Trencadís”, azulejos troceados, con motivos vegetales; naranjas y flores de azahar, con inspiración en la agricultura valenciana, para revestimiento de paredes y techos, formando un conjunto de singular belleza. Aparecen, entre los pilares, inscripciones de buen viaje en varios idiomas.













La antigua sala de espera, decorada con paneles de azulejos de temática valenciana, realizados por Josep Benlliure, es un espacio destacable.













Sus hangares conservan el atractivo de las viejas estaciones, una gran marquesina sobre estructura metálica con apoyos articulados. Constituyó, en su época, un verdadero alarde tecnológico, cubriendo una luz de 45 metros.
Los andenes son espaciosos y claros, con todos los tecnicismos de la modernidad.
Relojes, paneles y altavoces informan, en cada momento, todos los movimientos que se registran.










Dirección: 24 Calle de Játiva, Valencia, 46002
Teléfono: +34 902 240 202

65 comentarios:

Duna dijo...

Preciosa, elegante, e impecable estación. Gracias por dejarme viajar imaginariamente contigo.
Un beso amigo.

Sara dijo...

Que bonita Joaquín! no la conocía... y ahora ya puedo decir con mucho gusto, que un amigo me la ha acercado y conozco detalles preciosos de la estación del Norte en Valencia.
Ya te recuperaste de las Fallas ? jajajaja, espero que si.
Te dejamos un abrazotedecisivo lleno de amistad

La Gata Coqueta dijo...

Hola buenos días amig@, voy estar unos días fuera y no quería irme sin antes pasar a felicitarte el fin de semana.
Espero lo pases estupendamente al lado de quienes te aprecian y aprecias, como yo lo pienso pasar con los míos en mi tierra...

Un beso en compañía del “Trasgu” y de la brisa a la orilla del Cantábrico

Muackkkkk
Muackkkkkkkk

María del Carmen.

Duarte dijo...

Duna,
confieso que ha sido un placer...
Un gran abrazo.

Duarte dijo...

Sara,
sigo llevando algo de atraso, pero me voy recuperando.
Un gran agrazo de buena amistad

Duarte dijo...

María del Carmen,
mi deseo es que te lo pases muy bien, que seas muy feliz.
Un gran abrazo

lita duarte dijo...

Duarte,
que maravilha!
Tudo muito antigo, mas preservado e bem cuidado ao que parece.
Dá gosto de ver.

Belo post.

Bjos.

Rosa dos Ventos dijo...

É bom viajar e conhecer coisas belas contigo!
Obrigada pela imagem que mandaste à Justine mas entretanto o problema resolveu-se naturalmente!

Abraço

Duarte dijo...

Lita,
tem cem anos! Tu vives numa cidade muito grande e num País bastante novo, aqui o velho convive em harmonia com o novo.
Fiquei contente por saber que gostaste.
Um grande abraço, querida amiga

Duarte dijo...

Rosa,
também viajo e aprendo contigo.
Já estava publicado, mas no futuro sabes que podes contar comigo.
Abraços

tecas dijo...

Amigo Duarte, quanta maravilha para os nossos olhos! Verdadeira reliquia. E quanta arte em manejar a máquina, em suas mãos.
Belo.Simplesmente belo.
Un regalo para os olhos.
Bem haja, por publicar estas magnificas fotos.
Abraço amigo e bom fim de semana.

Justine dijo...

Que edifício espantoso, Duarte! Uma mistura de Arte Nova, Art Deco mas com caracterísitcas muito próprias!Que beleza. Fiquei com vontade de chegar de comboio:))))
Abraços

Duarte dijo...

Tecas,
gosto muito do mundo da fotografia. Ainda tenho que melhorar!
Palavras tuas que agradeço.
Querida amiga, que tenhas um bom fim de semana... com muito sol

Duarte dijo...

Justine,
acaba de ser restaurado, o que o melhorou muito. A sala Benlliure não estava aberta ao público: é uma maravilha!
Continuo à tua espera... pode ser na Estação do Norte!
Abraços

Manuel A Lopes dijo...

Uma jóia da cidade que tive o previlégio de descobrir contigo.Cheia de motivos decorativos de rara beleza a Estação do Norte transportou-me ao meu imaginário das estações. O sonho, a viagem, as partidas e chegadas, a descoberta de novas caras, novas gentes e o encanto e perfume do Norte. Obrigado Joaquim por teres promovido esta experiência e parabéns pelo bom trabalho que produziste.

Duarte dijo...

Manuel,
amigo, a vós está dedicado. Fostes os impulsores deste feito. Obrigado a ti. Se não fosse assim ia tardar algo mais, como muitos que tenho para publicar. Como o amigo Vicente, o dos vinhos, lembraste? Que algum dia também virá parar aqui...
Agradeço as tuas palavras de alento, amigas!
Um grande abraço

María dijo...

Es muy bella la Estación del Norte, gracias por presentárnosla, no la conocía, además, nos dejas el teléfono y la dirección, estás en todo amigo Duarte, y nos describes con todo detalle de tus palabras cómo es, unas imágenes muy bonitas.

Un beso, amigo, y feliz fin de semana.

Duarte dijo...

María,
sabes que es mi linea de conducta. Se ha sido de tu agrado, yo encantado.
Un gran abrazo y buen fin de semana

Sara dijo...

Para uma apreciadora de viagens de comboio como eu, isto é um verdadeiro esplendor! É magnífica exterior e interiormente.
Para além da indiscutível beleza, não deixa de ser um reforço a uma vida mais ecológica, proporcionada pelos transportes públicos colectivos. Eu sou uma grande adepta :)
Um abraço e um bom fim-de-semana!

Luís Coelho dijo...

Olá Amigo
Parece-me ser já a quarta vez que passo por aqui e depois outras coisas acontecem e saio sem te deixar um abraço.

Todos os teus trabalhos daí e daqui deste lado são simplesmente maravilhosos. Tenho até grande dificuldade em deixar-te um comentário que satisfaça.

O mês passado fomos visitar o palácio da Brejoeira. Como já tinha lido a tua publicação foi ainda mais interessante a visita.

Foi um fim de semana dedicado ao Norte. Fomos a Melgaço ver e provar o alvarinho e ainda demos um pulinho ao porto de Vigo.

Imagens lindas que me encantaram e o tempo esteve explêndido. Foram os dias 26 e 27 de Fevereiro.

No próximo mês iremos para a zona de Ansião e Pedrogão Pequeno do distrito de Leiria.
É um circuito de Romanização e ainda relembrar o fabrico do pão.

Saudações amigas e cordiais.

Duarte dijo...

Sara,
já somos dois! Deduzo que muitos mais, pois é o único meio de transporte que convida a fazer amigos, a uma conversação fluida e relaxada.
Que tenhas um fim de semana, pleno de felicidade...
Um grande baraço

Duarte dijo...

Luis,
bom amigo, tudo o que contas causa-me saudade...
Melgaço! Que linda a nossa terra! Não sei se pudeste penetrar no parque Natural Peneda-Gerêz... até pude ver cavalos selvagens. Como também bebi Alvarinho e saboreei Fumeiro, boas resenhas da terra: da nossa terra.
Não pares de viajar e conta-me coisas, são o alimento que mitiga esta ausência... saudade.

Um grande abraço

AFRICA EM POESIA dijo...

Meu amigo

por aqui ando entre médicos,consultas, pincéis e tintas...
3ª feira vou à SIC fazer uma gravação para um programa da lusofonia. Etnias".
6ª vou abrir a exposição em Lisboa na casa de Angola. O desdobrável está lindo vou colocar no meu outro blog para veres...
Dia 22,23,24 e 25 vou fazer exposição em Aveiro no Hotel Moliceiro vai ser linda. Tenho pintado muito...(e escrito também).
A seguir estou a tentar ir a Barcelona, depois...Tu...

Um beijo e...saudades

AFRICA EM POESIA dijo...

Duarte
Sobre a estação não tenho mesmo palavras

Algo de beleza sem igual... Apetece ir...

Augusta dijo...

Dia de S.José
Dia do Pai
Dia de Fallas
Dia de visita à Estação do Norte.
Quanta beleza
Quantas histórias
Quantas chegadas e partidas
Quantas alegrias e tristezas
Quantas saudades ali deixadas...
...tudo isto senti...
...tudo isto imaginei...

Obrigada querido amigo, por nos teres proporcionado belos e inesquecíveis momentos.

Parabéns pelo teu lindo trabalho.

Se a Ryanair não fosse tão rápida e tão barata, eu entraria na cidade de Valência através da Estação do Norte.

Feliz domingo.
Um grande abraço

Duarte dijo...

Lili,
se não fosse assim não serias tu.
Que tudo saia como prevês, não tem porque ser doutra forma e já me irás contando coisas.
Um grande abraço, querida amiga

Duarte dijo...

Lili,
depois da restauração ficou lindíssima.
Já a verás!
Beijinhos

Duarte dijo...

Augusta,
sentires que a convivência deixou. Satisfaz-me saber que foi assim: fiz o que pude para que assim fosse.

Entrei em Valência, definitivamente, no dia de São José y pela estação do Norte. Foi assim como narrei, no meu livro "Recordar é viver", a chegada à estação...

"... Ao cruzar as povoações próximas da capital pude observar através da janela do comboio que havia festa grande, tal fenómeno já se fazia sentir. Desconhecia a magnitude e, como já tinha ouvido falar das Fallas, desejava poder apreciar tal manifestação de cerca. Por fim chilrearam os travões e o comboio deslizou pachorrentamente, como meio assustado, fazendo uma entrada triunfal pela via central da carpa principal da estação Del Norte. O cheiro a pólvora inundava toda a gare e os ruídos entravam por todos os lados, aquilo realmente cheirava a festa grande. "

Os bons amigos só merecem isso.
Aqui me tendes, sempre.

Um grande abraço

Rodolfo N dijo...

Otra excelente pincelada de imágen y escritura...
Amigo, leyendo uno de los blogs de Sandra, me entero de donde llega tanta calidad en tus quehaceres.
Un gran abrazo, amigo!

Duarte dijo...

Rodolfo N,
amigo, es tu sensible la que lo detecta. Te felicito.
Abrazos de vida

AFRICA EM POESIA dijo...

DUARTE

a Crise
Está retratada no meu poema apenas numa vertente a família
Mas há muito mais e todos sabemos.
Eu tenho uma família unida e com valores mas...
para onde caminhamos???

É muito preocupante esta sociedade
que nos cerca..


A crise

O mundo caminha
Por ondas e ciclos...
O mundo caminha
Para a queda...

Porque a família
Não está...
Porque a família
Perde a força...

E a sociedade humana
Por diversos factores
Tem muita gente imatura...

Sem união familiar...
Sem amor...
Sem gosto pela vida...

A crise rapidamente...
Fica instalada!...

LILI LARANJO

AFRICA EM POESIA dijo...

DUARTE

a Crise
Está retratada no meu poema apenas numa vertente a família
Mas há muito mais e todos sabemos.
Eu tenho uma família unida e com valores mas...
para onde caminhamos???

É muito preocupante esta sociedade
que nos cerca..


A crise

O mundo caminha
Por ondas e ciclos...
O mundo caminha
Para a queda...

Porque a família
Não está...
Porque a família
Perde a força...

E a sociedade humana
Por diversos factores
Tem muita gente imatura...

Sem união familiar...
Sem amor...
Sem gosto pela vida...

A crise rapidamente...
Fica instalada!...

LILI LARANJO

Poetiza dijo...

Joaquin, que bello es pasear por tus letras e imagenes que siempre hacen mi alma volar hasta esos lugares maravillosos que me llenan de sensaciones. Te dejo un fuerte abrazo y beso, cuidate mucho amigo.

Duarte dijo...

Lili,
estou plenamente de acordo contigo. O amanhã é uma incógnita. Estudar par quê? Dizem uns. Ofertas de trabalho! Só se aceitam menores de 35 anos: com mais idade es um velho...

Um belo poema, com uma grande carga social.

Como bem dizes, para onde caminhamos? Se seguimos assim, para um abismo.

Ânimo y um brade abrazo, querida amiga

Duarte dijo...

Poetiza,
Sandra, no hago más que tentarte, pero no escuchas mis decires...
Un gran abrazo y cuidate mucho

Navegar é preciso.. dijo...

Oi Duarte,

Adorei o seu registro fotográfico o lugar é muito bonito. Parabéns! Continue sempre a nos presentear com estes lindos momentos!
Bjs!
Fatima

Dois Rios dijo...

Partidas e chegadas pontuadas de arte, beleza e história.

Menos mal que podemos ver através dos teus sempre especiais e sensíveis olhos, as riquezas que te cercam.

Grata por mais essa bela e rara eviagem, querido amigo!

Beijos,
Inês

Duarte dijo...

Fátima,
sendo do teu agrado eu encantado. Mesmo sendo algo que me motiva o efeito é crescente com palavras de alento. Obrigado
Beijinhos

Duarte dijo...

Inês,
sendo uma estação o ponto de encontros e despedidas, se é um lugar belo e agradável aumenta o potencial da emoção do momento.
Agradeço tanta gratitude.
Um grande abraço, querida amiga

AdA... dijo...

... Una estación preciosa, Duarte. Las estaciones, todas, tienen su punto de romanticismo. Por ser ese lugar donde nos reencontramos, despedimos o partimos hacia un nuevo lugar ¿No?

Aparte, tus fotografías, como siempre, impresionates.

Da gusto apreciar un trabajo bien hecho.

Un abrazo, Joaquín.

Duarte dijo...

AdA,
si. Siempre me han gustado las estaciones y los trenes (comboios). Viajar en tren, que maravilla. Aquel tren de Porto-Póvoa; el expreso Lusitânia; han dejado huella en mi vida.
Agradezco tus palabras amigas.
Un gran abrazo, querida amiga

gaivota dijo...

também gosto de comboios e das estações, e por cá também as temos bem bonitas, se bem que abandonadas...
linda reportagem!
beijinhos

Duarte dijo...

Gaivota,
totalmente de acordo, principalmente a de São Bento, no Porto. Não demorarei em fazer o mesmo com ela.
Sim, sempre gostei de comboios e sinto-me marcado pela nostalgia das locomotivas a lenha...
Beijinhos, querida amiga.

Maria dijo...

As pinturas, vitrais e azulejos, para além da própria construção, são uma verdadeira beleza.
Obrigada pela partilha.

Um abraço.

Duarte dijo...
Este comentario ha sido eliminado por el autor.
Duarte dijo...

Maria,
agradeço a tua percepção e bom gosto.
Sabes que gosto de compartir.

Um grande abraço

Dilberto L. Rosa dijo...

Salve, caríssimo Duarte: para variar, as fotos de cá continuam um espetáculo à parte! E, guardadas as devidas proporções, devo salientar que os murais de azulejos exibidos guardam alguma irmandade com os azulejos de minha amada ilha, São Luís do Maranhão (Patrimônio Cultural da Humanidade, conheces?)!

Quanto às fallas: quer dizer que todas aquelas lindezas foram mesmo queimadas?! Quanto desperdício artístico... Abração! E tem Futebol nos Morcegos (sim, eu conheço o morceguinho do Valencia, rs!)!

MagyMay dijo...

O que estas magníficas reportagens me despertam, Duarte!
Sou encantada pelas viagens de comboio e por estas estações ferroviárias...

Abraço, grande

Duarte dijo...

Dilberto,
ainda não tive a oportunidade de ir ver essa maravilha, ficha na lista.
As tradições, para certas coisas, são sagradas. Detrás está toda uma industria montada e muito negocio.
Qual é a tua equipa de futebol preferida?

Um grande abraço

Duarte dijo...

MagyMay,
todas as linhas ferroviárias internacionais chegam a esta estação do Norte, se vens no AVE, a uma outra bastante próxima, a Joaquín Sorolla. Isto para aproveitar que gosta de viajar de comboio: como tu, adoro!
Beijinhos

María dijo...

Hola, amigo Duarte:

Aunque no tienes nada nuevo, ahora que tengo tiempo, te dejo mi huella para desearte un feliz día de primavera.

Un beso.

Duarte dijo...

María,
muchas gracias, me encanta tu delicadeza.
Quiero que seas muy feliz, siempre.
Un gran abrazo

valquiria calado dijo...

•*♥ڰۣ¸.•*♥ڿڰۣ✿ڿڰۣ¸.•*♥ڿڿ•*♥ڰۣ¸.•*

Sobre o amor

Fácil de acontecer, difícil é descrever.
Amar é sentir sem querer, é querer sem perceber.
Fugaz ou duradouro, não importa o tempo, o que vale é o sentimento.
Que o eterno seja pra sempre, mesmo que seja breve.
Sobre o amor é tudo que não sei, daquilo que já sei.

Fim de semana de luz e paz,
abraço.

ڿ•*♥ڰۣ¸.•*♥ڿڰۣ✿ڿڰۣ¸.•*♥ڿڿ•*♥ڰۣ¸.•*♥ڿڰۣڿڰۣ

Brasileiros enlutados ♥♥♥♥♥♥♥♥♥...


ڿ•*♥ڰۣ¸.•*♥ڿڰۣ✿ڿڰۣ¸.•*♥ڿڿ•*♥ڰۣ¸.•*♥ڿڰۣ

AFRICA EM POESIA dijo...

Vim deixar um beijinho e esperar que o fim de semana seja feito de...MAGIA

Duarte dijo...

Valquiria,
gostei daquilo que escreves, aqui e lá.
Até concordo, daí o difícil que é amar, em toda a acepção da palavra.

Abrazos de paz

Duarte dijo...

Lili,
abraço-te com a delicadeza que inspiras...

rendadebilros dijo...

Belíssima reportagem... Abraço.

Duarte dijo...

Rendadebilros,
tu que disto sabes muito... faz-se mais credível.
Abraços

La Gata Coqueta dijo...

Como ya sabes estoy descansando unos días, lo que me ha prohibido el famoso tiempo pasar a felicitarte el fin de semana. Pero sí, hoy puedo disponer de un instante y al menos despedirte el domingo con la alegría que siempre llevo impresa en mi interior.

Deseando que inicies una semana donde se cobijen todas las ilusiones que ya tengas trazadas sin rendirte a hacerlas posibles.

Un beso te dejo acompañado de una leve sonrisa, que en mi se proyecta de armonía cuando te estoy escribiendo estas letras.

Marí

Duarte dijo...

Marí,
erres un ser maravilloso!
No te preocupes, todo está justificado.
Existe reciprocidad, sabes que te aprecio.
Recibe un fuerte abrazo y el deseo de una semana feliz.

Claudinha ੴ dijo...

Caro amigo Duarte! Lindos azulejos, mosaicos e vitrais! Existem tantos lugares magníficos na Europa e pela distância curta, se pode conhecer tantos países! Não vejo a hora de um dia poder conhecer estas terras! Mais uma vez, obrigada por partilhar! Um beijo!

Duarte dijo...

Claudinha,
anda até cá, não te arrependerás. Prometo.
Bom, irei tentando-te!

Beijinhos

AFRICA EM POESIA dijo...

Duarte

ter um amigo como tu é realmente maravilhoso
obrigada por partilhares um pouco do teu coração por aqui.
Como dizem os Angolanos.

GOSTO-Te Muito...

Duarte dijo...

Lili,
o que dizes é muito bonito, obrigado: arquivo-o.
O importante, é como o dizes tu!

Beijinhos

AFRICA EM POESIA dijo...

Duarte
É lindo ter amigos como tu.. olha que já há poucos.
O meu verde com a tua tradução fica muito mais verde .


Um beijoooooooooo


'