viernes, 31 de mayo de 2013

MOMENTOS CAMPESTRES

Um lindo dia de Sol que me inspirou assim...
o resto é fruto da natureza!








SEMENTE

Semente
que o vento deixou
num muro enegrecido…
algo mofento!...
deitou raízes, e brotou.
São as provas
que, diariamente,
concede-nos a natureza:
é assim de esplêndida!
Fazendo que brotem
retalhos de esperança,
que nos permitam viver
plenos de ilusão,
ante tal beleza...







SEMILLA

Una semilla
que el viento ha dejado
en un muro ennegrecido...
¡algo mugriento!...
ha echado raíces, y brotó.
Son las pruebas,
que a diario,
nos concede la naturaleza:
¡es así de esplendida!
haciendo que  broten
retazos de esperanza,
que nos permitan vivir
plenos de ilusión,
ante tal belleza...











 Uma hora no campo bem aproveitada

56 comentarios:

Rosa dos Ventos dijo...

Que maravilha de fotos e de poema!
Bom fim de semana para ti!

Abraço

Duarte dijo...

Rosa,
muito obrigado. É a prova da tua grande sensibilidade...
Abraços

Everdina Kleeb- van Dongen dijo...

No fue que hicimos algunas tomas cuando vimos la Falla de Campanar. Me ha gustado mucho este artículo con las versos. Un sobresaliente como siempre, un beso de tu amiga Diny.

São dijo...

Parabéns pelas fotos e pelo poema!

O meu grato abraço pela generosidade de nos ofereceres tanta beleza.

María dijo...

Amigo, Duarte:

¡¡¡Pero qué bellas imágenes!!! hoy he paseado de la mano de tus fotografías para disfrutar de la esencia de esas flores que brotan por los campos.

Son preciosas las imágenes, me encantan las margaritas, tanto las blancas como las amarillas, y tu poema.

¿Me permites que una de tus imágenes forme parte de la sección fotográfica de los viernes y que sirva de inspiración a mis letras? debajo de la imagen iría enlazado tu nombre y el de tu blog, sería un honor compartirlo en mi rincón.

Un beso, amigo mío.

Duarte dijo...

Diny,
los versos son de mi libro "Brotes de vida", que tu posees.
Las fotos están hechas en Beniferri cerca de la subestación de Hiberdrola, una extensión amplia totalmente campestre.
Un gran abrazo

Duarte dijo...

São,
obrigado, querida amiga, faço-o com sumo agrado.
Sabes bem o muito que me agrada o mundo da fotografia.
Um grande abraço

Duarte dijo...

María,
excelente percepción, querida amiga.
Así es, aún siendo un espacio limitado, pero lo he pasado muy bien.
Claro que si, querida amiga, para mi es todo un honor.
Un gran abrazo, amiga del alma.

María dijo...

Mil gracias, amigo Duarte, cuando vaya a publicar tu imagen en mi blog ya te avisaré que aún quedan unas cuantas semanas.

Un beso.

Duarte dijo...

María,
el mundo de la fotografía, como muy bien sabes, es una de mis aficiones. Tengo unas treinta mil fotografías. Cuando necesitares de alguna foto, tan sólo me tienes que indicar el tema, te las mando.
Beijinhos

Mª Jesús Verdú Sacases dijo...

Amo la naturaleza. Es el regalo que nos brinda la madre Tierra. Gracias por obsequiarnos con tan bellas imágenes, sin duda, un hermoso regalo que tú nos haces, querido Duarte

luís rodrigues coelho Coelho dijo...

Bom dia
Hoje consegui entrar aqui bem e sem nenhum entrave.
As tuas fotos são excelentes. Contigo conseguimos ver os campos e beijar essas flores que nascem e florescem nos muros ressequidos.
Uma imagem daquilo que devemos também fazer.Resistir às contrariedades e deixar que o sorriso brinque nos nossos corações.
A esperança acorda-nos sempre que abrimos os olhos e em cada novo dia partimos na grande aventura de ser felizes com o que somos e temos.

Ontem fomos a Viseu e as estradas estavam coloridas com as maias. Era um espectáculo que não sei traduzir em palavras.
Visitámos a nascente do rio Vouga e o Alto da Senhora ao Pé da Cruz.
Foi maravilhoso o tempo e a paisagem.

No cimo da serra víamos uma paisagem a perder de vista para Sul e para o norte um manto verde de Castanheiros e Carvalhos que me enchia de vida em cada respiração.

São filmes que apenas tenho no olhar.
Levámos a minha sogra neste passeio e ela apenas dizia - que tarde tão boa e tão bem passada.
Um abraço grande para ti e os teus.

Sara dijo...

Este reportaje es una verdadera delicia... tan cargado de naturaleza,¡¡ me ha encantado!! que fotazas chulas.
Mi abrazotedecisivo y buena semanita Duarte.

Duarte dijo...

María Jesús,
es la causa efecto de mi gesto, me hace muy feliz que así sea.
Gracias, querida amiga, por tus muestras de sensibilidad.

Duarte dijo...

Luís,
é uma zona rodeada de rotundas de acesso a diversas estradas, e ao lado de uma subestação eléctrica. Mas onde esta natureza vive em franca harmonia.
Aqui está tudo cheio de maias, o que me aproxima à minha origem, às terras da Maia.
Que lindo tudo aquilo que tão bem descreves. Essas terras deixaram fascinados aos meus amigos: querem voltar!
Lindo o teu gesto, as pessoas sensíveis sabem agradecer. Isso deu-lhe ânimos, vontade de viver.
Un abraço bem grande, extensivo à tua família.

poetaeusou . . . dijo...

*
Duarte
,
Olhai os tons silvestres,
dos Jardins da Natureza,
A Arte,
clicada por (Du)Arte,
com Arte !
,
um Abraço,
aos 92 Minutos,
deixo-te
,
SLB, SLB, SLB !
*

Justine dijo...

São fantásticas as flores do campo, não são?E assim fotografadas, com a tua sensibilidade e mestria, ainda mais belas ficam!!
O poema, de acordo com o resto:)))
Muito bem aproveitada, a tua hora no campo!

Duarte dijo...

Sara,
por estas latitudes no disponemos de las bellezas que te rodean habitualmente, todo es más seco, pero la madre natureza se ha adaptado bien. Por eso ha salido así!...
Un abrazo bien grande

La Gata Coqueta dijo...



Llena tu mente de bellos pensamientos
y deja que ellos trabajen en tu corazón,
pintando un interior de alegría,
para que aflore en el espejo tus ojos
la más bonita de las sonrisas.

Te deseo tengas un hermoso
comienzo de semana.

Esta amiga que te quiere y aprecia!
María Del Carmen



Duarte dijo...

Zé,
agradecido quedo, amigo, pelos teus dizeres...
Aquele abraço

Duarte dijo...

Justine,
sabes o muito que me atrai a Natureza, e quanto mais abrupta, muito melhor... mas quando se cobre de cores, então é o delírio!
Um abraço bem grande

Lena dijo...

Belas fotos como sempre Duarte,
deu para sentir aquele cheirinho,
senti-las tremendo com aquela ligeira brisa.
Muito bem acompanhado pelo teu poema.

Beijinhos amigo Duarte

Maria Emilia Moreira dijo...

Olá Duarte!
A natureza é, na verdade, uma fonte inesgotável de beleza e de inspiração para quem tem alma de poeta e sensibilidade apurada como tu. Fotos e poema, uma delicia!
Digo-te que caminhar por entre a singeleza das flores campestres faz bem à alma. Um abraço amigo.
M. Emília

Duarte dijo...

María del Carmen,
eso intento, que la sonrisa nunca se me apague de mis labios. Por veces cuesta!
Que seas muy feliz, siempre.
Sabes que existe reciprocidad.
Abrazos de vida, querida amiga

Claudinha ੴ dijo...

Que lindas fotos de flores singelas... Mas a sua poesia é mais linda ainda. Eu gosto de flores do campo. Elas tem cores e formatos incríveis! Um beijo!

Claudinha ੴ dijo...

Que lindas fotos de flores singelas... Mas a sua poesia é mais linda ainda. Eu gosto de flores do campo. Elas tem cores e formatos incríveis! Um beijo!

La Gata Coqueta dijo...



A ti que estás leyendo esto, te dejo las siguientes menciones...
Que tengas un fin de semana colmado de bendiciones,
para que tu corazón siga siendo un vergel de emociones.

Que a donde mires veas amor, siendo un toque de esperanza
y hacía donde camines encuentres la felicidad con templanza.

Esta que te quiere
y nunca te interfiere...
Atte.
María Del Carmen




Mariazita Azevedo dijo...

Gostaria de partilhar contigo a minha postagem extraordinária (a regular é publicada ao dia 14 de cada mês) que publiquei hoje, dia 06/06, no meu blog A CASA DA MARIQUINHAS
Desde já o meu bem hajas!

PS - Desculpa o "copy & paste"

Duarte dijo...

Lena,
quanta sensibilidade a tua, querida amiga. Sim, fazia uma brisa constante, nota-se pela inclinação dos caules...
Foi num momento de inspiração...
Beijinhos amiga Lena

Duarte dijo...

Maria Emilia,
obrigado, muito obrigado, isso é a prova dum sentir que não alcança a todos, satisfaz-me comprovar que a ti sim.
Certo, fui feliz naquela andadura entre vegetação, por vezes, algo agreste.
Aquele abraço amigo

tecas dijo...

Meu querido amigo Duarte, ontem perdi a paciência.:)))Queria comentar e aparecia-me sempre publicidade e ao fim de meia hora desisti.:)
O produto da Mãe Natureza confere à tua mestria um aplauso! A beleza unida à criatividade do poema dão ao leitor a visão nata do sublime.
Beijinho amigo e parabéns.

Duarte dijo...

Claudinha,
isso foi o que me manteve cativo durante aquela hora, mas fui feliz.
Obrigado, querida amiga, pelas tuas palavras amigas.
Abraços

Duarte dijo...

María del Carmen,
eso hago, eso deseo, aún que, por veces, me quieran convencer de lo contrario. Seguiré en la pelea, hasta conseguir convencerlos de lo contrario.
Abrazos y mi amistad

Duarte dijo...

Mariazita,
passarei pela casa da Mariquinhas, o nome sugere boas vibrações!...
Um abraço bem grande

Silenciosamente ouvindo... dijo...

Olá meu querido amigo Joaquín,
estava de facto muito inspirado
pela mãe Natureza...Belíssimo
poema e óptimas fotografias.
A Primavera é uma estação do ano
muito bonita, apesar de este ano
andar um pouco zangada.Aqui,agora,
chove.
Beijinhos e um bom fim de semana.
Irene Alves

manuela barroso dijo...

Oi Duarte amigo!
Quanta sensibilidade e beleza em flores que se envergonham de ser princesas! Lindas meu amigo e todas silvestres mas encantadoras!
E os cardos? Picos? Não vejo, só quero ver a flor no seu belo lilás
tirei há tempos umas mas...não tive tempo sequer de ver
A do rei!
Muitos parabéns
Obrigada por tuas palavras, Duarte
Beso grande

Duarte dijo...

Tecas,
como se nota que es amiga minha: tantas qualidades não tenho, isso creio! De todas formas, o meu muito obrigado.
Sim, a natureza é fonte de inspiração...
Um grande abraço, querida amiga

Lídia Borges dijo...


Um olhar sensível sobre o que nos é conforto e beleza.

Lídia

Duarte dijo...

Bom feriado para todos os amigos do nosso PORTUGAL!...
Então o dia da Raça, ou dia de Camões, hoje não sei como é denominado.
FELICIDADES!!!

Duarte dijo...

Irene,
o calor já chamou à porta. Até agora tudo ia abem. Uns dias quentinhos e outros chuvosos e melancólicos, mas hoje aqueceu e bem... ainda estamos a 21, mas estivemos a 30!
Sabes que a natureza é uma fonte inesgotável de beleza e inspiração.
Um abraço grande

Duarte dijo...

Manuela Barroso,
sabes bem que sempre expresso aquilo que sinto.
Gosto da natureza e ela inspira-me, e deixa-se fotografá-la, assim a nu.
Abraços de vida

manuela barroso dijo...

Quando os amigos são primaveras, atraem como estas flores simples mas belas.
Abrazo fuerte Duarte

lita duarte dijo...

Lindo demais!
Flores, cores... maravilha.

Bjs.

Duarte dijo...

Lídia,
palavras sábias e acertadas, as tuas, o que muito agradeço. Efectivamente assim foi, assim é.

Menina Marota dijo...

A natureza está na alma e na sensibilidade do poeta que assim a sente e partilha.

Adorei passear-me neste jardim de flores campestres que iluminaram a minha alma com a sua cor.

Grata por este momento

Um abraço

AFRICA EM POESIA dijo...

Com um beijinho vim matar saudades..

África



África...
Linda...
Imensa...
E mágica...
África dos Leões...
Dos elefantes...
Das girafas...
E do salalé...
Do muito...
E do pouco,,,
Da magia,,,
Da vida...
Do amor...
E da saudade...
África...
É tudo isto...
África...
É a imensidão...
Do ir... Do amar...
E do querer... Voltar!...

LILI LARANJO

AFRICA EM POESIA dijo...

Estas flores campestres são belas e eu sei como são hoje estas flores t^em uma beleza muito diferente e muito maior...

um beijinho para ti.
Ainda ando a pensar em Valência...

obrigada POR SERES COMO ÉS...


um beijinho gordo-

Duarte dijo...

Manuela Barroso,
tudo o que é natural, é belo!
Gostei da tua naturalidade na definição.
Besos

Duarte dijo...

Lita,
Por isso parei o carro e invadi aquele espaço, era tudo tão natural! Por lá estive um bom pedaço...
Um abraço grande

Duarte dijo...

Menina Marota,
aquilo que expressas fez-me feliz, pois conseguiste captar o que foi a minha intenção. Obrigado...
Abraços

Duarte dijo...

Lili,
saudades deixastes... dói e entristece o silencio da vossa ausência.
Abraços de vida

Duarte dijo...

Lili,
e assim será até que voltes, é um desejo que cresce...
Querida amiga, não posso ser doutra maneira com os que quero.
Um abraço bem grande

elvira carvalho dijo...

A beleza das flores campestres. Um post que por alguma razão eu não tinha visto.
Um abraço e bom Domingo

Graça Sampaio dijo...

Que lindas fotos! Ainda não tinha visto! Que sensibilidade demonstras, amigo Duarte! Parabéns!

Beijinhos

Duarte dijo...

Elvira,
sei que valeu a pena, querida amiga, foi uma postagem que fiz com gosto.
Abraços

Duarte dijo...

Graça Sampaio,
sempre gostei do mundo da fotografia e agora, por fim, posso dedicar-lhe algo de tempo.
Deixo-me guiar pelos sentimentos e a câmara faz o resto.
Abraço-te forte