jueves, 31 de diciembre de 2020

QUINTA DAS LÁGRIMAS - COIMBRA


Cenário da história de amor entre Inês e Pedro.

Pedro, era filho do rei Afonso IV e herdeiro do trono. Inês uma aia que acompanhava a princesa espanhola Dona Constança Manuel, futura esposa de Pedro. Mas, coisas do destino, Pedro I e Inês de Castro acabam apaixonando-se dando inicio a um romance, mas provocando um grande drama político.

 




O rei optou por mandar exilar a Inês no Castelo de Albuquerque, na fronteira castelhana. Mas o amor entre eles não se desfez. 



Tempo depois Dona Constança faleceu durante o parto. Pedro fez com que Inês regressasse e foi viver com ela na Quinta das Lágrimas, em Coimbra, causando um grande escândalo na corte.




Tiveram quatro filhos, o que agravou a situação política e o desagrado popular. O rei tentou, de diversas maneiras, separar o casal, mas sem êxito. As pressões eram muitas e acabou por mandar executar a Inês de Castro para acabar com o problema.

 

Aproveitando uma ausência de D. Pedro, Inês foi assassinada. Reza a lenda que foram as lágrimas derramadas por Inês que deram origem à Fonte dos Amores, localizada na Quinta das Lágrimas. 

O que também inspirou a Camões.





Com a morte de Inês, aparentemente, a história do casal teria chegado ao seu fim, mas realmente foi quando começou.

Depois da morte do pai, sendo então Pedro o novo rei de Portugal, após ser coroado, mandou dar caça aos assassinos de Inês, mas dos três só dois é foram capturados e receberam o castigo justo, e com que crueldade. .

Pedro, não satisfeito, e como última homenagem ao seu grande amor, mandou que desenterrassem Inês, que a vestissem com os trajes reais e a coroou rainha, depois de morta, obrigando que toda a corte beijasse a mão daquela que tanto desprezaram.


Depois disso, mandou construir, no 
Mosteiro de Alcobaça, um magnífico túmulo onde os seus restos mortais descansam. Os dois túmulos, um em frente ao outro, para que, segundo a lenda, “possam olhar-se nos olhos quando despertarem no dia do juízo final

Dizem os ditos populares que a alma de Inês ainda percorre os jardins à procura de Pedro.



E ali colhi esta flor para ti...

FELIZ  2021

33 comentarios:

María dijo...

Conozco Coimbra, es precioso.

Porque el Año 2021 esté lleno de encanto y de magia, de luz y color, y que todos tus sueños se cumplan.

Feliz 2021!!!

Besos enormes.  

Elvira Carvalho dijo...

Nunca lá fui. A turma de literatura fez em 2016 uma visita de estudo lá. Eu paguei a ida e estava toda feliz por ir conhecer. Na véspera fui chamada para fazer uma intervenção cirúrgica. Um ano mais tarde fiz uma visita virtual para a descrever na história "O direito à verdade"
Quero agradecer carinho e a paciência com que me aturou neste ano que não foi fácil para ninguém, e desejo que o novo ano que se aproxima, seja tão pacífico como um bebé e tão luminoso como o sorriso de uma criança. Principalmente que, a saúde e a normalidade regressem à nossa vida, como a Primavera regressa após cada Inverno. Feliz 2021


Justine dijo...

É uma bela história de amor, e a propriedade está em concordância! Merece sempre uma visita, e lá se respira uma atmosfera especial

Francisco Manuel Carrajola Oliveira dijo...

Estive na Quinta das Lágrimas no passado mês de Agosto.
Um Excelente Ano de 2021.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
Livros-Autografados

Duarte dijo...

María,
totalmente de acuerdo contigo. Desde el Penedo da Saudade hasta el Mondego, hay mucho de Coimbra para ver y recordar, y del otro lado también.
Feliz Año, querida amiga.
Abrazos de vida

Majo Dutra dijo...

Amigo, começas o ano com lágrimas?!
Oxalá o acabes também com muitas, mas de alegria.

A história do nosso príncipe e rei supera de longe, a dramaticidade da história de Romeu e Julieta.
Gostei de voltar a ver as pedras históricas da Quinta e a lendária Fonte dos Amores...

Agradeço a companhia de um ano e já continuamos a viagem...
Agradeço a flor. Abraço afetuoso.
~~~~~~~~~~~

Maria dijo...

Que nossa senhora possa proteger sempre a minha família e nos de a paz do senhor Jesus Cristo amém 🙏🏼🕊️😇🙏🏼🙏🏼 bom dia que vem a todos 🙏🙌🙏🙏🙏

6


Maria dijo...

Amem entrego minha família e aqueles que mais precisarem de deus.amem

Duarte dijo...

Elvira,
querida amiga, a saúde é p primeiro e terás outra oportunidade de voltar a Coimbra e a este recanto tão bonito da nossa terra.
Nada tens que agradecer, somos amigos e contactamos muito e é assim que devemos seguir. Se possível com a melhor das saúdes.
Abraços de vida e cuidai-vos muito.

Pedro Coimbra dijo...

Estudei no Liceu em frente (D. Duarte) durante dois anos.
Décimo e décimo primeiro.
Feliz Ano Novo

Graça Pires dijo...

A Quinta das Lágrimas é linda e a história de Pedro e Inês cheia de magia.
Foi bom recordar aqui.
Um ano de 2021 com saúde, amor, esperança e paz.
Uma boa semana.
Um beijo.

Duarte dijo...

Zé,
foi o que percebi. Que paz!
Não é de estranhar que se sentissem tão enamorados, já que o ambiente convida.
Em Teruel, na igreja onde estão sepultados os famosos AMANTES, existia uma homenagem a todos os amantes, reais y de ficção, os da literatura, mas não estavam os nossos, Pedro e Inês. Pedi explicações e, como não estava o responsável, apresentei a correspondente reclamação por escrito. Ainda estou à espera da resposta.
Voltei e dita exposição homenagem foi retirada.

Duarte dijo...

Francisco Manuel,
Que bom amigo, quase que coincidimos.
Feliz Ano com abraço de vida e boa saúde.

Duarte dijo...

Majo,
talvez porque sou um romântico, mas sem exagerar.
O que se pode chegar a fazer por amor!
Está claro. O momento não está para muitas alegrias mas chegarão.
Abraços de vida para uma longa vida

Duarte dijo...

Maria,
Neste blog tratamos otros assuntos.
Estou de acordo mas não é o sitio adequado para dirigir essas preces.
Saudações

solfirmino dijo...

Muito legal saber disso. Obrigada e um abraço do Brasil.

AMALIA dijo...

Una gran historia de amor.
El lugar debe de ser muy bonito.
Y la flor, muy linda.
Un abrazo.

Maria Rodrigues dijo...

Maravilhosa reportagem fotográfica. Também estive nessa linda Quinta em Agosto de ano passado.
Bom fim de semana
Beijinhos

CÉU dijo...

Hola, meu estimado amigo Duarte!

Espero que se encontre bem de saúde, tal como a sua família. Eu estou bem e dando aulas, que começaram a 04 de janeiro.
Qto à covid no nosso país, as coisas estão péssimas e o governo vai tomar medidas fortes. Ainda bem!

Há talvez uns 10 anos k não vou a Coimbra, mas conheço a Quinta das Lágrimas e a sua História. Este ano tive férias, mas não sai de casa, aliás, eu gosto mto pouco de passear.

O amor de Pedro e Inês foi fortíssimo e a 1ª frase k ele lhe disse foi: "às nove nos jardins". E ela foi.

Depois de ter sido assassinada, o rei mostrou ainda mais o seu amor por ela.

Gostei de rever as fotos. Obrigada!

Beijinhos para todos aí de casa.

CÉU dijo...

Olá, Duarte, eu de novo!

Esqueci-me de no comentário lhe agradecer a flor que colheu para mim, para nós.
Muito obrigada!

Bom domingo, sem neve e sem Covid.

Duarte dijo...

Pedro,
isso de ser Coimbra tinha que ter algum vinculo com a cidade. Linda cidade.
Obrigado Pedro pela referência a esse Liceu, o D. Duarte, que vi, e que excelentes instalações!
Abraços de vida, para uma longa vida.

Lena dijo...



Uma bela e triste história de amor entre Pedro e Inês,
não conheço a Quinta das Lágrimas, deve ser muito lindo,
mas já tive a oportunidade de ver os dois túmulos no mosteiro de Alcobaça,onde estão frente a frente..

Obrigada pela flor..

Forte abraço

Duarte dijo...

Graça,
Obrigado por tão bons desejos.
Abraços de vida

São dijo...

Já a visitei mais do que uma vez e , inclusivamente, estive no seu hotel.

A Alcobaça já não vou há muito tempo.

Parabéns pelas belissimas fotos.

Beijinho de óptimo 2021 para ri e família, querido amigo.

Duarte dijo...

Solfirmino,
desde Valência, Espanha, o meu muito obrigado.
Abraço de vida

Duarte dijo...

Amalia,
si, es un sitio muy romántico. Que además invita a dar un buen paseo.
Flores de la tierra, impregnadas de amor.
Abrazo de vida, querida amiga

manuela barroso dijo...

.

Duarte dijo...

Desejo que estejas bem...
Abraços de vida
Besitos

Duarte dijo...

Maria Rodrigues,
Obrigado, ainda bem que coincidimos em gostos.
Beijinhos

Duarte dijo...

Céu,
uma historia dum amor intenso, quase mórbido, mas amor.
Gosto muito de Coimbra e sempre que posso para lá vou.
Eu gosto imenso de viajar e agora estou indignado porque não me deixam sair.
Abraços de vida e cuida-te muito.

Duarte dijo...

Céu,
obrigado, mereces tudo isso e muito mais.
Beijocas

Duarte dijo...

Lena,
sim, quando possas passa, está bem sinalizada, depois do Portugal dos pequenitos.
Beijinhos, querida amiga

Duarte dijo...

São,
obrigado pelos teus afectos.
Sempre que posso aí vou eu.
Agora fechados, quase, mas não dá para nada.
Besotes