martes, 2 de febrero de 2010

FESTAS DA SENHORA DA AGONIA - VIANA DO CASTELO



As Festas de Nossa Senhora da Agonia, em Viana do Castelo, estão consideradas como «a romaria das romarias».





O culto remonta-se ao século XVIII e tem como traço marcante a devoção das pessoas ligadas à arte piscatória. Com esta festa, homenageiam e agradecem as graças recebidas nos momentos de angustia, aquelas tragédias que trazem as tempestades no mar, os naufrágios.





Muitos factores concorrem para tornar atraentes estas festas. Sendo o mais destacável: a sua riqueza etno-folclórica; pela inigualável gama dos seus trajes; a indiscutível arte dos seus pirotécnicos, que puseram todo o seu saber ao serviço de Viana.
Mordomia, Gigantones e Cabeçudos, Cortejos, Festa do Traje, Feira de Artesanato, Arraiais Minhotos, Tapetes Floridos, Procissão ao Mar, Cantares ao Desafio e três distintos Fogos de Artifício iluminam a cidade, o rio e o mar…






A festa do traje teve início no jardim público no ano de 1931.






A tarde de sábado é um momento ansiado pelos visitantes que querem ver o Cortejo Etnográfico. Dura cerca de três horas, reproduz as tradições e a cultura do Alto Minho de inícios e meados do século XX, mostrando os trajes tradicionais minhotos; onde a figura das noivas é muito importante, pois vão vestidas com os trajes tradicionais e ricamente ornamentadas com ouro e filigrana. Também se podem admirar os mais belos trajes de mordoma e lavradeira, vestidos por minhotas que ostentam ao peito autênticas obras de arte em ouro.












A romaria não pode ocorrer antes do dia quinze nem depois do dia vinte e cinco de Agosto.












Foi no dia 20 de Agosto do ano de 1968 que se fez pela primeira vez a Procissão da Senhora da Agonia ao mar. Um dos momentos altos da Festa é exactamente a procissão fluvial, com a imagem da Santa a passar no rio Lima. Zona onde também decorre o fogo de artifício. Ambos acontecimentos atraem muitos visitantes e turistas por serem de grande beleza e animação.









A festa continua… tocam as concertinas, rodopiam os "Gigantones e Cabeçudos" ao som dos bombos dos "Zés Pereiras", dançam as lavradeiras… A grandiosa "Serenata" de fogo de artifício ilumina toda a cidade, começando pela ponte de Gustave Eiffel, passando pelo Castelo de Santiago da Barra, até ao Templo-Monumento de Santa Luzia.









Viana do Castelo é cabeça de Distrito da Provincia do Minho, ao Norrte de Portugal




Estas fotografias, tão magníficas, que acabais de contemplar, são obra dos meus amigos, Fátima e Augusto, grandes admiradores desta FESTA; que gentilmente me cederam para este fim, e para nosso enlevo.
Aqui deixo constância deste feito, e a eles rendo homenagem.

56 comentarios:

São dijo...

Magnficente reportagem , com fotografias muito elucidativas dos festejos.
E a beleza e alegria dos trajes estão aí à vista.
Agrdeço -te e aos teus amigos o favor de mostrarem .

Uma serena noite. amigo.

Sara dijo...

Que chulada Duarte, pero que chulada de romería.
A las mozas (y no tan mozas jejejeje) se las ve felices y dichosas, tan guapas en sus trajes regionales, y hay de todo, carros engalanados, cabezudos y despuéssssssssssssssssss....después el mar, esa parte de romería en el mar, que tiene ese no se que especial...
Gracias por acercarnos este hermoso lugar de tu tierra y sus costumbres y romerías.
Ya sabes el dicho:"no hay romería que no pese al otro día" jajajaja.
Un abrazo lleno de cariño, amigo.

Duarte dijo...

São,
palavras amigas, e de agradecimento, o que agradeço em plural, sei que eles ficarão contentes.
São umas festas que sempre me cativaram assim como a cidade em si. Gente amável, beleza e elegância no trato, enfim, Terras do Minho!
Um grande abraço para ti, querida amiga

Duarte dijo...

Sara,
así es, el Minho es tierra de trabajo y de disfrute. Estas gentes de Viana son afables, muy afectivas, no te sientes desplazado; hacen que entres en su fiesta, que la vivas intensamente. Aquí nadie es forastero!
Mujeres bella para trajes tan bonitos, y los adornos!? Colores y oro.
Os iré divulgados los encantos de mi tierra...
Um fuerte abrazo y todo mi afecto

gaivota dijo...

excelente reportagem fotográfica que os teus amigos te dispensaram para aqui colocares e mostrares o nosso minho no seu melhor!
a beleza e a riqueza dessa gente, nas suas festas, romarias, trajes e mar!
há muitos anos andei por lá, em agosto, na altura da romaria, ultimamente tenho lá ido, pelo hóquei...
beijinhos

Justine dijo...

Duarte amigo, já pensaste em abrir uma agência de viagens??? É que o teu gosto pela divulgação dos acontecimentos, tanto em Valência como por estes lados, deveria ser bem aproveitado:))
A reportagem está excelente, e vou já tomar nota na agenda para Agosto!
Abraço

Claudinha ੴ dijo...

Olá Duarte! Agradeço à Fátima e ao Augusto por terem permitido esta bela publicação, assim, posso viajar a suas terras!
Adorei os trajes, como eu gostaria de me vestir como estas senhorinhas! Acho muito feminino, romântico, parece que se saiu de um romance!

Beijo!

Juliana Sphynx dijo...

Belas imagens

Duarte dijo...

Gaivota,
a quantos sítios cheios de encanto te leva esse desporto: isso está bem!
Fui de muito pequeno, num desses passeios que fazia a minha avó, e já não deixei de ir, sempre que posso.
Abraços

Duarte dijo...

Justine,
sim, já pensei, mas não como negocio... não quero trabalhar mais, quero desfrutar, tudo aquilo que o corpo aguente.
Amiga, umas festas a não perder: incomparáveis!
Já falamos disso, pois eu também vou...
Beijinhos

Duarte dijo...

Claudinha,
os arredores foram pátria de grandes escritores.
Um deles muito cantou a Viana e até tinha casa peto: Pedro Homem de Melo, ademais tive-o como professor de língua portuguesa.
Tudo é vistoso em Viana!
Abraços

Duarte dijo...

Juliana,
os meus amigos agradecem a tua gentileza no qualificativo às fotografias.
Os meus parabéns.
Essas orquídeas não estariam nada mal na minha colecção de flores...
Aparece sempre
Espero-te!

Canduxa dijo...

Duarte,

extraordinária reportagem que aqui fazes desta linda romaria. Parabéns!
Já assisti algumas vezes a estes festejos e são de facto lindos, não só pela cor e beleza dos trajes mas também pela linda cidade de Viana do Castelo.
Quando era pequena a minha mãe comprou um desses trajes vermelhos que eu vestia sempre no Carnaval.... adorava!
Foi lindo recordar aqui tudo isso.

Um braço

Duarte dijo...

Canducha,
fico contente por saber que foi útil. Recordar é viver.
Como já mencionei mais acima, é uma cidade que me atrai enormemente, e as festas são o máximo. Ademais numa época na que o clima ajuda, e muito.
Concordo contigo, os vestidos são lindíssimos, assim como tudo o que o acompanha.
Abraços

Rodolfo N dijo...

Maravilloso, amigo, maravilloso!!!!
Que deslumbrante y bello colorido en los pintorescos vestidos regionales...
Creeme que me emociona tantísimo poder ver, aunque sea en fotos,estas magníficas tradiciones.
Tu calidad de narrador me lleva a recordar las famosas "Romerías Españolas" que de niño llenaban de alegría mi pueblo natal.
Inolvidables,vigentes entre los recuerdos y relatos de las fiestas coloridas y chispeantes de la niñez nunca olvidadas...
Dichoso que aún se conserven esas costumbres tan ricas y que pintan de colores el corazón de quienes los admiramos.

Un abrazo y gracias amigo!

Poetiza dijo...

Que belleza de fotografias, hasta estuve ahi en tan bella fiesta al leer y ver tanta belleza. Fue un placer estar aqui amigo Duarte, te dejo un beso cuidate.

Duarte dijo...

Rodolfo N,
si, querido amigo, son fiestas plenas de sabor popular; salpicadas de elegancia en el vestir. No solamente el traje regional, pero también los trajes de gala, como se puede apreciar por las fotografías.

Esa sensibilidad tan tuya es la que te hace vibrar ante estas situaciones. Conservarla, nos da felicidad, haciendo que sintamos alguna vez un dulce escalofrío... que los portugueses llamamos "saudade" y, no siendo lo mismo, en castellano añoranza. Para mi saudade no posee traducción, es imprescindible ser portugués.
Quizá por eso uno de los iconos de estas fiestas es un corazón...
Gracias a ti!
Um fuerte abrazo y mi admiración

Duarte dijo...

Poetiza,
y tu no te descuides.
Si, es muy bello lo que estas fotografías transmiten. Una fiesta en la que después de la Virgen el pueblo es el protagonista.
El placer es mío, por tenerte en mi casa.
Besos para la mujer más guapa de Monterrey

AFRICA EM POESIA dijo...

Duarte
adorei o teu voo
a força aérea
fazia parte de mim.
no meu kimbo
em Angola
tinha o
AB3..
E os aviões voavam sempre...
um beijo

AVE


Ave que voa...
Ave que luta...
Que procura comida...
Que se protege do frio e chuva...
Ave que consegue...
Fazer a sua casa...
Criar os seus filhos...
Alimentá-los...
Protegê-los...
E depois...
Dar-lhes asas...
Ensiná-los a voar...
E começar tudo de novo...
Que bom seria...
Que muitas vezes...
Nós também pudéssemos...
Saber programar..
Para podermos voar...


LILI LARANJO

Duarte dijo...

Lili,
que bonito!!!
Obrigado.
Que sensibilidade tão à flor da pele a tua.
Versos para reter... para guardar.

Noto certa nostalgia nas tuas palavras... é duro deixar aquilo que nos enche a vida.

Um forte abraço e a minha admiração.

poetaeusou . . . dijo...

*
belas fotos,
parabens,
,
Se o meu sangue náo me engana
como engana a fantasia
havemos de ir a Viana
ó meu amor de algum dia
ó meu amor de algum dia
havemos de ir a Viana
se o meu sangue não me engana
havemos de ir a Viana
,
in-amalia,
,
um abraço
,
*

Duarte dijo...

Zé,
certo. Um fado que me enamorou sempre...
Pedro Homem de Mello o autor.
A música de Alain Oulman.
Amália, que tinha boa amizade com Homem de Mello, chegou a um acordo para mudar um verso, pela dificuldade em cantá-lo: em de Havemos de ir a Viana, ou Povo que lavas no rio.
Um abraço

Lena dijo...

Ainda passei por Viana o ano passado quando voltei de Santiago de Ompostelle...
Mas hei-de-voltar a Viana para ver essa festa, uma das melhores de Portugal...
E aqui esta uma linda reportagem com fotos todas mais belas...

Um beijo Duarte

Navegar é preciso.. dijo...

Oi Duarte,

Que lindas fotos das festas da Sra. da Agonia. Estive lá visitando a terra de meus pais em Agosto de 2007, e pude comprovar como esta festa é emocionante para os naturais e descendentes desta linda cidade.
Parabéns!

Duarte dijo...

Lena,
quando voltes, sobe ao Monte de Santa Luzia, donde está situada uma bela Basílica e, desde essa atalaia, única, observa na curta distância as belezas que ela tem... Viana.
Obrigado pelos qualificativos que, neste caso, têm que ser para os meus amigos Fátima e Augusto.

Um forte abraço

Duarte dijo...

Navegar é preciso,
grande sensibilidade a tua, que gostas de penetrar no passado, em busca das tuas raízes.
Gostei imenso de Viana, tem matizes que a fazem única, diferente, apetecível... vejo uma grande bicha e penso... -que darão ali? Decidi ir também para a bicha - Valeu a pena! Não digo mais, quando por lá voltares vais dar fé disso...

Agradecido fico e mando beijinhos

mdsol dijo...

Q. Duarte

Mais uma excelente reportagem que demonstra o teu amor pelo que relatas. E como as cores do Minho são bonitas, também as cores que as gentes usam.

Mais uma vez parabéns.

Um grande grande abraço

:))))

Duarte dijo...

Mdsol,
querida amiga, sim, quase sempre me deixas sem palavras, pela qualidade que pões nas observações que fazes. :)))
Foi a primeira cidade que conheci, depois do Porto. Também foi a primeira vez que a causa efeito dum passeio me prejudicou. Algo que podes comprovar se passas pela biblioteca da Maia e consultas o livro "Recordar é viver" do Joaquim Duarte...
Um grande abraço, pleno de afecto.

Poetiza dijo...

Paso desearte lindo inicio de semana Duarte. Besos, cuidate.

Rosa dos Ventos dijo...

Sabes que conheço bem Viana e nunca fui às Festas da Senhora da Agonia?!
Imperdoável da minha parte...
Obrigada pelas belas imagens!

Abraço

Duarte dijo...

Poetiza,
agradezco tu afecto.
Que seas muy feliz.
Besos

Duarte dijo...

Rosa,
deves ir, não te arrependerás.
Muita gente, vinda de todos os sítios. As corridas de touros, que não mencionei! Os piqueniques no Monte de Santa Luzia que se enche de gente...
Enfim, há festa para todos os gostos, mas com destaque para o colorido, é uma festa do Minho cheia de cor e som...
Um forte abraço

Vieira Calado dijo...

Belíssima reportagem sobre um evento único...

e bem português!

****

Quanto ao poeta

que só nos trabalho...

nada!

Esperei até hoje e... nada!

Deve ter morrido...

Paz à sua alma!...

Desculpa o incómodo que te dei.

Um forte abraço

São dijo...

Vim rever e deixar-te um abraço, companheiro.

Duarte dijo...

Vieira Calado,
não te preocupes, só me intrigava o silencio. Conta comigo sempre.

Quanto às Festas da Senhora da Agonia só posso estar de acordo contigo.

Um grande abraço

Duarte dijo...

São,
passa sempre, e abraços todos os que queiras, o que retribuo: gosto de abraços!

AFRICA EM POESIA dijo...

Deixo um beijo...


PALAVRA


O amor...
Palavra pequena...
Palavra simples...
Mas palavra...

......

Palavra...
Que é...
Forte...
Palavra...
Que é...
Imprescindível...

......

Que todos querem...
Pois quem não sabe...
...Amar...
Não sabe também...
...Viver!...

LILI LARANJO

Duarte dijo...

Lili,
quantas verdades dizes... assim, como quem não diz nada, dizendo.

Correcto! A vida sem amor não é vida, é penar.

Um forte abraço

São dijo...

Venho desejar-te um Carnaval divertido e sem a chuvinha que por aqui nos vai aborrecendo.

Mais um abraço, já que ambos gostamos, rrss

Duarte dijo...

São,
querida amiga, de momento aqui não chove, mas está muito vento, que a oito graus faz que a sensação térmica desça bastante mais.
Pois sim, e aqui tens um chi coração

María dijo...

Hola, amigo Duarte:

Has compartido un maravilloso reportaje de tus amigos, la verdad es que son muy bellas.

Me parece fascinante esta romería por el mar, con cabezudos, trajes regionles, yo jamás he presenciado una romería de este tipo, desde el mar, vivirla en persona, tiene que ser una maravilla, ¡cuánta belleza hay por el mundo, amigo! y lo más bonito es que haya personas, que como tú nos traigas estas maravillas, ya que no lo podemos disfrutar en persona, sí lo hacemos desde la vista.

Mil gracias, amigo.

Un beso.

Duarte dijo...

María,
como siempre, tus palabras son el lenitivo que estimula, que impulsa a seguir. Gracias.
Todo es belleza. Los trajes, los adornos de las calles, la música, los desfiles, la procesión, el castillo... las gentes!

Un gran abrazo, querida amiga, gentil amiga

Poetiza dijo...

Duarte, gracias por las bellas letras que me dejaste. Paso a saludar y te dejo un beso, cuidate amigo.

Duarte dijo...

Poetiza,
es lo que me han inspirado tus versos. Gracias, ser encantador.
También te beso y quiero que te cuides mucho.

arabica dijo...

Duarte,

grata aos teus amigos e a ti!
Temos realmente uma história etnográfica muito rica.
Belas imagens!

Um abraço e um domingo cheio de cor.

Duarte dijo...

Arábica,
são as cores e a alegria da nossa terra, mesmo nos momentos mais críticos.

Um grande abraço de boa amizade

tulipa dijo...

Belíssimas imagens das Festas da Senhora da Agonia; há muitos anos desconhecia que havia festas em Viana do Castelo e quis atravessar a cidade...arrependi-me de me ter metido no trânsito, havia a procissão e o trânsito estava completamente parado, tudo bloqueado...foi horrível, com o calor que fazia dentro do carro.

Tenho saudades da Primavera, embora o Inverno frio, chuvoso não nos deixe em paz!

Voltarei aqui sempre, embora por vezes esteja ausente por uns tempos. A minha vida tem sido difícil e complicada desde que o m/marido foi operado...enfim...

Voltarei, aqui, sempre:
porque sim.
Beijinhos.

Duarte dijo...

Tulipa,
obrigado pela generosidade e sinceridade.
Lamento o do teu marido, a vida às vezes é assim de cruel.
Gosto muito de Viana. Estive várias vezes, não me canso do Minho!
Aqui te espero,
Um grande abraço e a minha admiração

Poetiza dijo...

Duarte, paso a saludar en este Martes frio por este rincon del planeta y dejarte un beso. Cuidate mucho amigo. Gracias por estar siempre presente.

Duarte dijo...

Poetiza,
Sandra, por aquí tampoco nos deja el frío, como habrás comprobado en los datos informativos del blog. Resistiremos!
Expreso aquello que me inspiras.
Recibe todo mi afecto en un beso

Juliana Sphynx dijo...

Obrigada pela visita!
Quanto a coleção, tambem tenho conchas do mundo todo. Antigamente era comum venderem aqui onde moro (sul do Brasil), mas agora não é tão fácil de encontrar como antigamente.
Qualquer dia coloco alguma outra com aparência diferente no blog.
=D

Duarte dijo...

Juliana,
tenho alguma, mas o amigo que te comentei tem a casa cheia. Ele até sai em barco à procura delas...
Vou falar com ele de ti, se não tens inconveniente.
Quero vê-las.
Besos

Eugénio Tavares dijo...

Sem dúvida, estas festas são as maiores de Portugal, é um encanto ver os trajes regionais minhotos!
Não bastava deslumbrar a beleza da mulher minhota, e para que a sua beleza se torne mais resplandecente, é um regalo ver os bonitos adornos em ouro que trazem ao peito!
Aí além do ouro, também se vê os maravilhosos trabalhos em filigrana, muito típicos nesta parte do país!
Há um que sempre me chamou a atenção, o coração de Jesus, e a sua manufactura tem uma história que gostaria de compartilhar com vocês!
É natural que esteja na Internet, mas já sei dessa pequena história há muitos anos. D. Maria I filha do Rei de Portugal D. José I e D. Mariana Victória de Bourbon, casou com um tio muito mais velho 17 anos do que ela, ficando para a história com o nome de D. Pedro III!
Como era necessário a continuação a descendência dos Bragança, a Rainha prometeu caso tivesse um filho varão que mandava fazer em ouro o Sagrado Coração de Jesus!
E isso veio a acontecer, nasceu o Infante D. José, mas infelizmente não veio a tornar-se Rei de Portugal, vindo a falecer aos 27 anos de idade com um ataque de varicela.
Veio suceder ao Trono o seu irmão mais novo, o Infante D. João, mais tarde coroado com o nome de D. João VI.
Obrigado grande amigo Duarte, por partilhares connosco momentos desta linda festa de Viana do Castelo!
Um forte abraço.

Eugénio Tavares

Duarte dijo...

Eugénio,
é uma grande festa e para mim com muito significado e peripécias.
Sou um apaixonado pela historia Pátria, se tivesse que fazer menção a todas elas neste blog, corriam rios de tinta.
Agradeço as tuas palavras de apoio e doutas, que bem enriquecem este espaço.
Um grande abraço

Everdina Kleeb- van Dongen dijo...

Los dos reportajes de Viana del Castelo son excelentes como siempre, esta población fue de verdad uno de los puntos culminantes de nuestro viaje por estos tierras que ya están en mi corazón.Gracias amiga Augusta que tu reportaje nos ha acercado a estas hermosas fiestas. Un abrazo a los autores de tan hermoso artículos,
Diny.

Duarte dijo...

Diny,
son las bellezas que poseen las tierras del Minho.
Solamente he asistido una vez a las fiestas da Senhora da Agonia: recuerdo que son espectaculares.
Abrazos