viernes, 31 de enero de 2014

LA LONJA DE VALENCIA






 La Lonja de la Seda de Valencia o Lonja de los Mercaderes (en valenciano Llotja de la Seda o Llotja de Mercaders), es una obra maestra del gótico civil valenciano situada en el centro histórico de la ciudad de Valencia. Fue nombrada Patrimonio Nacional en 1931, y declarada Patrimonio de la Humanidad de la Unesco en 1996.
Se encuentra situada en la Plaza del Mercado, número 31, frente a la Iglesia de los Santos Juanes, y del Mercado Central de Valencia.
























Fue construida entre 1482 y 1548. Su primer constructor fu Pere Compte, entre los años 1483 y 1498 sobre el modelo de la Lonja de Palma de Mallorca. Constituyéndose en un edificio emblemático de la riqueza del siglo de oro valenciano (siglo XV) y muestra de la revolución comercial durante la Baja Edad Media, del desarrollo social y del prestigio conseguido por la burguesía valenciana.














El conjunto del edificio destaca por la riqueza de la decoración flamígera en las ventanas, por las puertas monumentales con arcos conopiales y por sus pequeñas esculturas y las veintiocho gárgolas, la mayoría con escenas satíricas o eróticas. Además, tiene una gran profusión de escudos con los cuatro palos del rey de Aragón, entre los que se destaca el de la clave de bóveda central de la Sala de Contratación y, sobre todo, los que se encuentran en los ángulos de las plazas del Mercado y del Doctor Collado rodeados por ángeles.











 En la parte izquierda del patio de los Naranjos, se encuentra el Consulado del Mar, donde los jueces o los cónsules de comercio celebraban sesiones sobre asuntos marítimos y mercantiles. Es de planta rectangular y de estilo renacentista y fue literalmente adosado al muro de poniente de la lonja original.








41 comentarios:

Lena dijo...

Duarte deliciei-me com tuas fotos,
"a lonja" é duma grande beleza, tanto no interior como no exterior..gostava de saber o que é exactemente "a Lonja"...

tem um bom fim de semana !
Beijos

Duarte dijo...

É o edificio mais destacado dos monumentos Valencianos. Sim, de grande belleza.
Chama-se LONJA ao local que naquele então geria uma actividade parecida à actual BOLSA. Era o edificio publico onde se reuniam mercadores e comerciantes, para a sua actividade comercial: vinham de toda a Europa.
Um grande abraço e bom fim de semana.

São dijo...

Parabéns: uma das tuas melhores reportagens sobre essa maravilhosa cidade, que cada vez mais me apetece visitar!

Só que com o roubo indecente (não existe outra maneira de dizer as coisas) que o governo está a fazer aos pensionistas, duvido muito que possa conhecer Valência...

Gratíssimo abraço, meu amigo

Duarte dijo...

São,
o guia segue à espera… O meu muito obrigado.
Considero que foste delicada na tua apreciação. Estou de acordo, é um roubo: tu fizeste os teus descontos para usufruir dumas regalias, se as tiram é uma usurpação: é legal?
Anda para cá, que tudo se resolverá.
Aquele abraço amigo

luís rodrigues coelho Coelho dijo...

Bom dia
Mais uma visita à tua cidade maravilhosa. Tanta beleza mostra bom gosto e vontade de perpetuar as memórias dos antepassados.
Por vezes não tenho capacidade para ver e guardar tanta coisas que a tua máquina fotográfica aqui nos deixa registado.
Dizer que é belo é dizer pouco porque a arte está viva em cada pedra dessa construção.
Quem sabe se ainda te vou visitar este ano...? Surpresa...
Depois haverei de ver esse pôr do sol que agora só vejo ao amanhecer.
Um abraço.

Justine dijo...

Magnífico edifício! Adoro as gárgulas, adoro os pavimentos interiores, adoro os tectos!
E como sempre, não podia estar melhor explicado com o teu relato e documentado com s belas fotos! Que bom ter um cicerone assim :-)))

tulipa dijo...

Olá Amigo

deliciei-me com tuas fotos,
"a lonja" é duma grande beleza!

Uma longa viagem para fazer,
uma pausa na vida,
uma mudança.

quem sabe fazer parte de alguma Tertúlia...

São estes alguns dos motivos para optar por um Gap Year (ano sabático).

Assim estou...
o último dia que trabalhei
foi 6ª feira - 31 de Janeiro
mas...
se deixei de trabalhar
por causa de cegueira numa das vistas
não tem lógica estar em casa ao computador
é certo que no trabalho estava 8 horas diante do monitor,
em casa só poderei estar 1h por dia
e como sabes "Joaquin" numa hora pouco ou nada se faz...

daí que não vou dar resposta a todas as solicitações da blogosfera
(visitar 1 blog p/dia)
nunca mais passo nos blogues de todos, é complicado.

Que Deus me ajude é só o que peço!
Se quiser visitar-me
sem estar à espera de feedback ficarei muito grata.

Quando puder
e quiser visite os meus espaços:

http://pensamentosimagens.blogspot.pt/

http://momentos-perfeitos.blogspot.pt/

Boa semana.
Beijinhos

Sara dijo...

Que preciosos detalles has captado Joaquín, excelente reportaje asi es que nuevamente gracias por compartir tanta cultura acompañada de más cultura fotográfica en imágenes.
Nuestro abrazptedecisivo

La Gata Coqueta dijo...



Si en algún momento la melancolía
llama a nuestra ventana recordemos:
que siempre habrá un pájaro que nos cante,
un niño que nos sonría y una mariposa
que nos brinde su belleza…
…y el paisaje cambiará de color.

¡¡Feliz mes del amor y la amistad!!

En "Mis caricias del alma" he dejado unos presentes,
si te apetece verlos por si alguno te pudiera encajar,
lo dejo en tus manos. Gracias!!


Un abrazo
con el rocío del afecto.


Atte.
María del Carmen


Duarte dijo...

Luís,
quando venhas escutarás e verás as historias que te tenho para contar sobre este monumento, que aqui não posso contar… vais gostar muito mais!
Oxalá, desejo-o.
Sim, aqui podes ver o amanhecer e o pôr-do-sol… uma maravilha!
Aquele abraço amigo

Duarte dijo...

Zé,
este monumento é rico em pormenores, sobre cada gárgula uma odisseia, já verás! Ademais contam-se historias… que ficam para narrar ao vivo.
Era o momento de máximo esplendor da cidade, havia riqueza, o que se nota em cada detalhe.
Já verás, isto ainda não é nada… quando estiveres saturada só me tens que mandar calar… :)) Será possível?
Besos

Duarte dijo...

Tulipa,
ante tudo os meus parabéns e bem-vinda ao clube dos boinas cinzentas.
Sim, La Lonja es um edifício exemplar, mas em tudo.
Passas a uma nova etapa da vida e o mais importante é que seja para muitos anos.
É uma pena que seja pela razão que expões, mas mesmo com alguma limitação o importante É SEGUIR VIVENDO.
Aparece sempre que possas.
Um grande abraço

Kalinka dijo...

DUARTE
...
bem-vinda ao clube dos boinas cinzentas.
..
Explica-me o que é isso?
Não costumo ouvir essa expressão!
...
SIM será mesmo uma nova etapa da vida! Tomara que a saúde me ajude.

SIM, o importante É SEGUIR VIVENDO.



Um grande abraço da Tulipa

Mariazita dijo...

Meu querido amigo
Muito sábias as palavras que deixaste na minha «CASA».
Obrigada!

Aqui está uma reportagem magnífica, com imagens deslumbrantes.
Conheço tantas (muitas, mesmo!) cidades de Espanha e nunca passei em Valência. Dá para acreditar???
É urgente fazer-lhe uma visita, e admirar todas estas belezas com que nos presenteias.

Beijinhos

Claudinha ੴ dijo...

Olá Duarte!
Achei encantador!
Nítida influência das 'mil e uma noites". Os portais, os arabescos. As gárgulas são únicas, sempre as vi como monstros, nunca assim divertidas.
Bela viagem nos proporcionou!
Abraços!

manuela barroso dijo...

Querido amigo Joaquin,
Uma grande parte das minhas saídas para perto é Espanha. Depois de ver tanta coisa tão bela, desde Sagunto, Córdova, Granada, Morilla, Valência e tantas mais, há sempre algo que fica por ver. E é o caso. Depois, a tua arte fotográfica é qualquer coisa de fantástico.És um grande artista quer na pintura quer por algo que te interesse como este caso.
Obrigaada pela partilha. É Maravilhoso este monumento!
Abrazo fuerte!

Duarte dijo...

Sara,
viniendo de ti, que mucho de ello sabes, recobra valor, lo que mucho agradezco.
Un gran abrazo

Duarte dijo...

María del Carmen,
gracias, querida amiga, aquello que proviene de ti tan sólo tiene que ser bueno.
Pasaré para deleitarme…
Abrazos de vida

Duarte dijo...

Kalinka, Tulipa, que mais dá! Se es TU?!
As boinas que usam as tropas são de diversas cores. Quem chega a idade avançada, ou é careca ou tem o cabelo grisalho, cinza, cinzento: outros branco. Na idade da reforma geralmente é cinzento, pela mistura do branco com o preto, por isso nós, o meu grupo de amigos, reformados e que ainda pintamos cãs, dizemos boinas cinzentas.
Espero ter satisfeito a tua curiosidade.
Um grande abraço

La Gata Coqueta dijo...



Si quieres la luna, no te escondas de la noche.
Si quieres una rosa no huyas de las espinas.
Si quieres amor, no te escondas de ti mismo…

Un abrazo lleno de energía positiva,
para celebrar a tu lado
con alborozo el fin de semana.


Atte.
María Del Carmen


LUZ dijo...

Olá, Duarte!

Como tem passado? Tem estado muito frio, por aí? Aqui, estamos tiritando, sofrendo ventos fortíssimos, e chuva, muita chuva.

QUE DEUS, NOSSO SENHOR, TENHA PENA, PIEDADE DE NÓS!

Ora, mais uma completíssima reportagem fotográfica, com explicações históricas, importantíssimas, a acompanhar as imagens.

A Lonja da Seda ou dos Mercadores é um monumento fora de série. Pensei que lonja significasse loja, em português, mas fui ao dicionário e o significado é fatia, entre outros.

Então, este monumento foi uma "FEITORIA" de luxo, não é verdade? Se mercadores de toda a Europa vinham, aqui, fazer comércio, trocas, vendas e compras, imagino a movimentação de produtos e não só, o aspeto cultural, é de salientar também, que se viveu, aqui, nos séculos XIV e XV.

Adoro mercados e feiras e comercializar, regateando, é UMA ARTE!

Fiquei deslumbrada com a imponência das portas e das janelas deste luxuoso monumento, e com os dois vitrais, que aqui, aparecem. Adoro vitrais, pela cor, beleza, misticismo e recolhimento, que eles me transmitem.

De influências nitidamente árabes, é um momento que vale a pena ser visitado. Espanha, não está nos meus planos de férias, este ano, mas quem sabe, futuramente.

Tenha um bom fim de semana.

Um abraço carinhoso da Luz.

Luzes e Luares - novo poema. Obrigada, desde já!

Duarte dijo...

Mariazita,
claro que acredito, está no Mediterrâneo, numa situação geográfica oposta à nossa. Só existiu um meio rápido de comunicação durante um breve espaço de tempo. Diversos factores que dificultam a comunicação.
Mas é uma cidade plena de encantos que convém visitar.
Abraços

Duarte dijo...

Claudinha,
durante a construção os profissionais tiveram alguns problemas de cobros com os proprietários e tomaram este tipo de represálias, esculpindo estas imagens mais agressivas. Também por tratar-se dum edifício civil.
Besos

Duarte dijo...

Manuela Barroso,
vir a Valência e não ver La Lonja é como ir a Roma e não ver o Coliseu, ou ir ao Porto e não ver o Palácio da Bolsa.
Quando voltares terei imenso gosto em acompanhar-te nesta visita, e alguma mais. Já verás!
Obrigado, pela referencia que fazes às minha habilidades, mas não é para tanto.
Um grande abraço

Maria Rodrigues dijo...

Meu amigo um local lindo e belissimamente retratado em fotos magnificas, adorei cada uma delas.
Muito obrigado pela sua sua presença no meu cantinho e por me ter acompanhado no aniversário da minha mãezinha com o carinho da sua mensagem.
Beijinhos
Maria

Duarte dijo...

María del Carmen,
la naturaleza me atrae enormemente y el amor lo recibo siempre con los brazos bien abiertos.
Ambas cosas son imprescindibles para una buena calidad de vida.
Abrazos de vida, querida amiga

Duarte dijo...

LUZ,
la temperatura até hoje foi suave e o tempo agradável, estando no Inverno, mas, neste momento chove.
Não, não é esse o seu significado. Era ponto de encontro para comercializar, um local destacado no qual se reuniam comerciantes de todo o mundo para comprar, vender e trocar todo tipo de produtos, incluído dinheiro.
O comercio da seda foi um negocio destacado naquele então, e Valência uma região produtora de grande nível. Ainda cheguei a ver em algumas povoações como lidavam com os bichos da seda.
Também gosto de perder-me nas feiras e mercados.
Até hoje, os que vi e que mais me impressionaram são os da igreja da Lapa, no Porto, e os de Notre Dame, de Paris.
Não sabes o que estás perdendo, e está mais perto!
Um abraço bem grande

Silenciosamente ouvindo... dijo...

Mais uma excelente divulgação
cultural e patrimonial do amigo
sobre Valencia.
Excelentes os ângulos que escolheu
para fotografar e nos mostrar.
Gostei imenso. Viajei através das
suas fotos.
Bj.
Irene Alves

Duarte dijo...

Maria Rodrigues,
foi o mínimo que pude fazer desde onde me encontro. Menos mal que dispomos destes meios para aproximar-nos com melhores intenções.
Efectivamente, La Lonja é um edifico destacável, o único na cidade que é Património da Humanidade.
Abraços

Claudinha ੴ dijo...

Duarte! Volto aqui e deixo um beijo!
Até o próximo post!

Duarte dijo...

Irene,
essa foi a intenção, poder ver através das fotografias. Ainda tenho mais, mas assim evito a saturação: o mais importante está aqui.
Um grande abraço

Duarte dijo...

Claudinha,
passa sempre que queiras e possas, é um prazer sentir a tua presença.
Aquele abraço amigo

Poetiza dijo...

Hola, magico paseo por estas imagenes que compartes, como siempre, fue un placer leerte y soñar. Cuidae mucho.

Duarte dijo...

Sandra,
querida amiga, no sueñes, ven verlo. Encantado de guiarte por esta Valencia monumental. Te invito a una paella.
Besos, cuidate mucho

pepa dijo...

Que bien lo hemos pasado en esta visita cultural.
Los sótanos no los conocía…
Besos

Mª Jesús Verdú Sacases dijo...

Impresionante edificación: los ventanales, la estrella del suelo, el patio de los naranjos. Como siempre nos presentan majestuosos edificiosos, tan bellos y elevados que parece que tengan sus propias alas y pudieran elevarse hacia el cielo.

Gracias por compartir.

Me alegra de que luzcas mi acuarela.

Un fuerte abrazo y todo mi respeto hacia tu persona

Sor.Cecilia Codina Masachs dijo...

Una verdadera preciosidad, da gusto ver tus fotos.
Gracias
Un abrazo
Sor.Cecilia

Duarte dijo...

Pepa,
cariño, aun tenemos mucha Valencia por descubrir.
Besos nuestros

Duarte dijo...

María Jesús,
es el fruto de la inspiración de tus maravillosos cuentos…
Tu acuarela es muy bonita, me gusta mucho.
Existe reciprocidad, querida amiga.
Un gran abrazo

Duarte dijo...

Sor Cecilia,
me alegra mucho saber que es de tu agrado, intentaré mejorar.
Besos

Graça Sampaio dijo...

Belíssimos os pormenores!! E muito bem fotografados (como sempre!)

Parece-me que tenho de ir visitar Valência - deve ser um espanto. E eu só conheço de passagem - portanto, não conheço!!