domingo, 6 de marzo de 2011

PREPARANDO LAS FALLAS

SENTIR, EN VALENCIA

Huele a pólvora. 

¡Se oyen petardos! 

Suena la música 

que inunda las calles,

¡son los pasacalles!
estandartes, color, vida:

¡el pueblo está alborotado! 

Valencia está en fiesta, 

¡las Fallas!

El estruendo, 

se hace sonido en la mascletà. 

Entrada la noche, el cielo 

se cubre de colores brillantes, 

de mil formas, 

¡es el castillo de fuegos artificiales! 

para que su luz
saque los encantos a sus monumentos, 

las Fallas. 

Sacando la alegría, 

¡ya sonríe!

y la belleza, 

a la Mujer de esta Tierra.
¡Que!... 

vestida con su deslumbrante traje, 

de bellos dibujos y alegres tonos,

adornado con los aderezos 

que requieren en bien vestir;

que, con la peineta, 

y el apropiado peinado,

acaban por resaltar su figura,
su garbo, dando esbeltez, 

esa elegancia tan peculiar en ella,

fruto de su belleza.

Es la reina de la fiesta, 

¡por excelencia!... 

Así, con ese porte,

camina con su ramo de flores
hacia la Virgen de los Desamparados, 

¡su patrona!

El hilo húmedo que crea la emoción, 

moja sus mejillas
hasta llegar al canto de la boca
para dejar el sabor a salado, 

culminación de un sentir profundo...

Cerca, el hombre,
bien ataviado, 

como mandan los cánones: 

el resurgir del vestir de una época.

Los niños juegan sin parar, 

con su pañuelo fallero al cuello, 

y sus risas que enamoran.

Todos, delante de la paella, 

disfrutan de los sabores de la tierra.

Los días se han hecho cortos, 

lejos se quedó la crida,
las despertàs... 

un cúmulo de vibraciones,

todas imborrables. 

Rostro que se entristece,

cuando las llamas lamen todo
poniendo fin a su reinado...
las cenizas darán fuerza y empuje,

y de ellas surgirán otras reinas,

¡y más Fallas!

Valencia volverá a ser protagonista.

Que vivan las Fallas.

¡Vixca Valencia!





Los textos que generalmente escribo sobre temas valencianos, son siempre en castellano, en esta ocasión, para que nuestros vecinos y amigos de lengua portuguesa, puedan encontrarlo más fácil lo voy hacer en portugués: espero que lo comprendáis. Gracias.


Exposição "Del NINOT 2011"







FALLA - chama-se assim ao conjunto de figuras "ninots", hoje autenticas obras de arte, de caracter burlesco, arremetendo contra políticos, desportistas ou empresários, tudo o que é actualidade, com motivo de critica e em verso, que, agrupados artisticamente, dão forma ao monumento: só são empregados componentes combustíveis, papel, papelão, tecido, madeira, actualmente muito "esferovite"... É tudo queimado na noite de São José.
Tudo começou quando os carpinteiros, ao vir o bom tempo, faziam fogueiras para queimar os restos que existiam nas suas oficinas, ao que se somavam alguns vizinhos com móveis velhos. Tudo evoluiu de tal maneira que na "Falla" ganhadora do ano passado gastou-se, só no monumento, novecentos mil euros. Nela entram escultores, pintores, carpinteiros, etc..
Isto no que ao monumento se refere, depois estão todos os demais complementos. A pólvora, com a "desperta" (uma banda de música percorre as ruas do bairro enquanto os "falemos" rebentam bombas de pouco calibre, isto às oito da manhã); "mascletà", (conjunto de bombas que se disparam num sitio apropriado, uma praça, "La Plaza del Ayuntamiento", sempre às catorze horas, com um ritmo cadenciado de menos a mais, o é fim tal, entre chão e ar, que parece que o chão até vibra e, os presentes, nervosos, explodem com aplausos); "castillo" (fogos de artificio no ar pela noite, de grande beleza, esta é a terra de alguns dos melhores pirotécnicos do mundo: que termina com "La Nit del Foc", à 1,30 horas do dia 19, um espectáculo único, vibrante e brilhante de luz e cor).
Os "pasacalles" enchem de música e beleza as ruas da cidade. Desfilam, lado a lado homens e mulheres, bem vestidos ao ritmo que marca a música da banda que os acompanha. Cada comissão "fallera" é acompanhada pela sua banda de música.
"La ofrenda", que emocionante! Todas as comissões desfilam na direcção da Catedral para deixar aos pés da Virgem de "los Desamparados", a padroeira de Valência o seu ramo de flores. Emociona ver como crianças de tenra idade suportam a caminhada e a climatologia para cumprir com essa missão.
As roupas e as jóias, beleza, costumes, autenticas fortunas, tanto em homens como nas mulheres, mas especialmente nelas: quanta beleza!
Os artistas até tem a sua cidade, a cidade fallera, donde estão a maioria das oficinas e os armazéns.
Algo muito grande que só visto se pode alcançar a compreender a realidade dos feitos que narro.
Se por aqui vindes aqui estou para acompanhar-vos nesse deambular, como em peregrinação para que podais conhecer a FESTA em todo o seu esplendor, passo a passo, ficareis exaustais, mas maravilhados: perpetuará tal vivência, inolvidável!







A comissão "fallera" contrata o artista que irá fazer a sua Falla. Este elabora um esboço que apresenta à comissão que após a aprovação fecha o contrato.
O artista tem que ter a Falla montada no dia da planta, 15 de março, dia no que a Falla ficará totalmente montada no sito estabelecido. Na manhã do dia seguinte passam os juízes que lhe darão a classificação. São atribuídos prémios, tanto em estandartes, como em galhardetes e diplomas, e também económico. Tudo isto pela "Junta Central Fallera", organismo que dirige tudo aquilo que tem que ver com a FESTA FALLERA. Na exposição del NINOT será elegido, pelo povo, aquele que não será queimado, o indultado, chama-se-lhe "ninot indultat": passará a engrossar o Museu "Fallero" para que perpetue.
Então é quando realmente começa a festa, cada bairro vive a sua festa intensamente.


Na cidade "fallera" na oficina do artista "fallero" Ximo Esteve
















Na cidade "fallera" na oficina do artista "fallero" Carlos Carsí









 

Algunas de las fotografías han sido cortesía de los artistas, Srs. Ximo Esteve y Carlos Carsí

66 comentarios:

María dijo...

Hola, amigo Duarte:

La verdad es que ni me daba cuenta de las fallas, y es cierto, ya no queda nada para el gran día.

Parece mentira, todo un año trabajando con ellas, y como la tradición manda, en unos días desaparecerán.

Nunca las he visto, ójala tuviera la oportunidad de verlas alguna vez.

Muy bellas las imágenes de las fallas, así como la poesía que has escrito sobre las fallas.

¡Viva Valencia!

Te deseo un feliz domingo.

Un beso, amigo mío.

tecas dijo...

Olá amigo Duarte, maravilhosa poesia exaltando o trabalho de verdadeiras obras de arte que depois são queimadas... Valência,Fallas:
...«Entrada la noche, el cielo 

se cubre de colores brillantes, 

de mil formas, 

¡es el castillo de fuegos artificiales! 

para que su luz
saque los encantos a sus monumentos, 

las Fallas. 

Sacando la alegría, 

¡ya sonríe!

y la belleza, 

a la Mujer de esta Tierra.»
Soberbo e sublime o seu tabalho.
Uma vénia para si, um aplauso aos anónimos de Valência.
Abraço fraterno.

Duarte dijo...

María,
Es lo que dicen los valencianos, el día de la "crèma", ya estamos hacienda planes para las Fallas del año próximo... solamente así la fiesta tiene sentido y pasa de generación en generación.
Este es un buen año para que vengas a las Fallas. El 19 es sábado. Aquí te espero.
Un gran abrazo y hasta la semana que viene...

Duarte dijo...

Tecas,
assim são estas festas, tudo é cor, arte e alegria.
A mulher é a protagonista principal, tudo está dirigido a salientar a sua imagem, a realçar a sua figura: é a Rainha da festa.
Agradeço as tuas palavras de alento, tão amigas.

Um grande abraço e a minha amizade

La Gata Coqueta dijo...

El sábado al llegar una de las primeras visitas me recordó si me había pasado algún contratiempo...

La realidad es que la semana pasada he viajado precisamente el fin de semana, siendo la causa que desestabilizó los días que tengo para continuar con mis pautas, motivo por el que no edite.

Una vez aclarada mi ausencia, no hay nada más gratificante como saber que se puede notar una pequeña ausencia en un espacio tan inmenso, es lo que me motiva a seguir adelante, cuando en ocasiones estoy muy limitada de tiempo y hago lo indecible para estar a vuestro lado porque siempre os llevo en el corazón como la joya más preciada.

Estos y otros detalles te hacen sentir como una flor al amanecer rodeada por la bruma de la ilusión.

Abrazando los sueños que visten de seda al brindar la mano de la amistad.

Besos de esta amiga que te estima y no te olvida!!

María del Carmen

PD/Esto es verdadero arte, pena que dure tan poquito siendo pasto de las llamas...

Chao!!

lita duarte dijo...

Que beleza, Duarte.

Quanta arte!

Beijos.

Duarte dijo...

María del Carmen,
que la gotas de rocío que cubren tus pétalos al amanecer, sean el néctar de vida que permita, que nunca puedas dejar de asistir a tus citas.

Es la grandeza de la fiesta, querida amiga. Nace para ser quemada.

Un gran abrazo y mi admiración

Duarte dijo...

Lita,
isto são os preparativos, vistos num local de trabalho onde tudo estorva, já verás o que se chega a fazer...

Um grande abraço

AdA... dijo...

Como siempre excelente lo que nos traes y lo bien que lo ambientas y cuentas...

Las fallas son preciosas, un expectáculo. Como una gran parte de esa fiesta preciosa, entrañbla... Pero como en otras fiestas y costumbres, hay cosas que no me gustan. Para migusto demasiado fuego, demasiado petardo, demasiado ruido, contmainación, gasto y peligro de más e innecesario.

Por otro lado no entiendo que San José sea el patrón, le pega más STª Bárbara ¿no? jeje

Un abrazo, amigo

Augusta dijo...

Bom dia, amigo!
A dedicação e amor que pões nas tuas reportagens torna-as simplesmente maravilhosas.
As fotografias mostram bem o trabalho e a arte que há nestes lindos bonecos.
Pena terem que ser queimados, mas a tradição assim o manda.
A "BAILARINA" é uma perfeição, o conjunto um primor.
Que ganhe o número 14.
Parabéns pelo teu trabalho!
Parabéns aos artistas Falleros!!

Beijinhos

tulipa dijo...

Começo por agradecer a visita e os comentários sempre leais aos meus posts.

PARABÉNS pelo POST INTERESSANTE E INSTRUTIVO.

A dedicação que transparece no trabalho que tem a fazer estas reportagens torna-as simplesmente maravilhosas.
A "BAILARINA" é uma perfeição!!!
Gostei muito.

Pelos meus blogues fiz 2 posts (um em cada um) sobre o carnaval; não porque gosto, até nem ligo, mas tenho que aproveitar enquanto os meus netos são pequenos e vou vê-los.
Há muitas diferenças nos desfiles de carnaval das crianças das escolas e dos outros que querem imitar os brasileiros, o dos adultos.

Para mim, prefiro ver a pequenada feliz e contente.
Um abraço.

Duarte dijo...

AdA,
muy buena, tu critica.
En algo estamos de acuerdo. No me gustan los petardos callejeros. Tengo que ir saltando, del susto, por lo inesperado, continuamente. El fuego tenía que ser en un sitio para tal fin: como la mascletà y los castillos. El resto, como lo hacen con la cordà en Paterna en el sitio creado para tal fin
San José, es por lo de artesano, los carpinteros juegan un papel importante: el esqueleto de una Falla es todo en madera.
Lo de Santa Barbara también le iría bien, pero en Valencia es algo corriente... tenemos fuego todos los días, en las bodas, en las comuniones, en los festejos, en las bienvenidas, etc., etc.. Siempre en fiesta!...
Un gran abrazo y mi estima

Duarte dijo...

Augusta,
é algo que pudeste ver com os teus olhos...
Assim é a festa. Vida e morte, da ARTE, algumas lágrimas se verão... A arte sai à rua com fato de gala.
A gente é acessível, uma característica dos valencianos, abrem as portas de par em par na "cridà", para que venhas e convivas com eles de algo tão imenso, a sua festa.
Como tu também votei pelo 14, já falta pouco para se desvende o mistério.
Aqui vos espero.
Um grande abraço

Duarte dijo...

Tulipa,
existe reciprocidade, querida amiga.

Muita arte por todos os sítios, a cidade enche-se de formas, cores, sons e luz, essa luz de Valência que atrai, que enamora.
Aqui enlaçamos o carnaval com as fallas, mas mesmo sendo uma festa movida nada tem que ver com a magnitude das Fallas, é algo excepcional.
Conheço as festas da nossa terra. Gosto da festa em Ovar, mas tudo isso fica muito aquém daquilo que se faz em Cadiz e em Tenerife.

Também sou feliz com a miudagem, todos os sábados vou ver o meu neto jogar ao futebol, é guarda redes.

Um grande abraço

María del Carmen dijo...

Un trabajo de arte impresionante!

Además del trabajo se vislumbra la creatividad y,el tesón y esfuerzo en realizarlo y la composición temática.

Ha de ser una hermosa fiesta y con excelsos aplausos alarte.

Hasta Dios mismo les apludirá sin lugar a dudas.

Paso a dejar mi huella e invitarte a pasar por mis blogs y si gustas a retirar los regalos y premios dejados en ellos.
Un abrazo
Marita
Dejo semillas de paz.
Mis blogs:

www.pancoonsusurros.blogspot.com
www.pancoonsusurros.blogspot.com
www.newartdeco.blogspot.com
www.walktohorizon.blogspot.com
www.cuerposanoalmacalma.blogspot.com
www.cosechadesentires blogspot.com

Duarte dijo...

Marita,
casi siempre el trabajo compensa. Los falleros lo pasan pipa y los artistas además de sus ganancias, el prestigio.

Un gran abrazo, querida amiga

Sara dijo...

Que beleza! E se estes são os bastidores, imaginemos o que será o verdadeiro espectáculo.
São mesmo todos queimados? Que pena... Só consigo minorá-la pensando que no próximo ano as cinzas (e a criatividade destes grandes artistas) darão origem a novos encantos.

Um abraço, Duarte, e os meus parabéns por mais um belo testemunho da cultura de Valência.

Justine dijo...

É um fascínio, Duarte! Nem sabes quantas vezes tenho pensado em ti e em Valencia nesta semana! Terei mesmo um dia de participar nesse conto de fadas!
Um abraço grande, e que tenhas mais uma grande Festa:))

Mª Jesús Verdú Sacases dijo...

Gracias por las palabras dejadas en mi blog

MagyMay dijo...

Uma maravilha!
Parece-me que só é salvo um dos trabalhos e os restantes são todos queimados, não é?
Ai que vontade de estar em Valencia...

Um abraço de vida, amigo Duarte

Duarte dijo...

Sara,
uma das peças será indultada, "el ninot indultat", em valenciano, que seria na nossa língua, o boneco indultado: esse será retirado um momento antes de ser queimada a Falla, para ocupar o seu sitio no "Museo Fallero".
Quando a Fallas estiverem montadas, aqui diz-se, plantadas, farei fotos que vos divulgarei.
Efectivamente, com as cinzas ainda quentes começar-se-á a trabalhar para as Fallas de 2012.
Sara, se foi do teu agrado eu tão feliz.
Recebe todo o meu afecto num grande abraço

Duarte dijo...

Justine,
sabes muito bem o quanto me agradaria contar convosco aqui. Espero-vos há três anos! Vem quando puderes. Ainda estás a tempo!
A festa grande começa no dia 12, mas é no dia 15, após a "plantà", e com a "despertà" das oito da manhã do dia 16, que começa realmente a FESTA.
Um grande abraço, querida amiga.

Duarte dijo...

Má Jesús,
es lo que mereces...
Besos

Duarte dijo...

MagyMay,
sim, é una maravilha!
Assim é, "el ninot indultat", que fará parte do "museo fallero".
Aparece, há voos directos desde o Porto, e desde Lisboa.
Estou á tua disposição para que possas ver, no maior pormenor, este grande acontecimento, as Fallas de Valência.
Uma braço de paz, querida amiga

AFRICA EM POESIA dijo...

Estou espantada com tanta arte,
Lindo o que aqui deixaste.

Um beijinho para ti neste dia especial...

mas...para mim dia da Mulher é...SEMPRE.

No dia da Mulher venho gritar...


LIBERDADE


Liberdade
Felicidade de ser
Felicidade de estar
Felicidade de saber ser
Cortar amarras
Deixar prisões
E alargar o amor
Para vencer a liberdade

Ser livre e livre
Estar solto
E saber dar valor
Ao melhor
Que a vida lhe deu
E que é tão pouco
Pois é apenas...
A sua Liberdade...


LILI LARANJO

Duarte dijo...

Lili,
Não te espantes com tão pouco, já verás quando estiver tudo montado!
Gostei deste teu canto de liberdade à liberdade.
Totalmente de acordo, querida amiga, sabes bem de que pé coxeio...

Um grande abraço e a minha amizade

Poetiza dijo...

Joaquin, que belleza de imagenes y un poema precioso me saluda al pasar a leerte y dejar como siempre un beso a la distancia. Cuidate mucho amigo.

La Gata Coqueta dijo...

La semana va consumiendo los días lentamente, deseando que el fin de semana sea diferente para abandonar la rutina que el trabajo nos va marcando.

Y de algún modo poder disfrutar de algunas horas libres para dedicarlas aquello que más nos gusta hacer, partiendo de un descanso que sea un referente borrador...

Y como el fin de semana acerca alguna que otra sorpresa, yo te la he dejado en Mis caricias del alma es un coqueto detalle para seguir tejiendo la trenza de amistad que nos va uniendo mutuamente en cada encuentro.

Espero te guste aunque sea un poquito...

Un beso y una rosa

María del Carmen

Sara dijo...

Ainsssssssss queridisimo amigo Joaquín, que ganas tengo de que un año por fin podamos ir a esas hermosas fiestas...mientras llega el momento, no sabes como te agradezco este acercamiento a ellas que me proporcionas con este lujo de detalles en las explicaciones y en las preciosas fotos.
Te dejo nuestro abrazotedecisivo lleno de cariño y disfrutalas mucho, muchisimo vale?
muacks

Duarte dijo...

Poetiza,
Sandra, sentires por una tierra en la que no me siento forastero...
Abrazos de paz

Duarte dijo...

María del Carmen,
sabes que si, todo lo que proviene de ti sólo puede ser bueno.
Tu sensibilidad y bien hacer bien lo justifican.
Un gran abrazo y un ramo de rosas rojas para TI...

Duarte dijo...

Sara,
aquí os espero. Este año hasta el calendario es favorable. Vosotros tan emprendedores, en las duras montañas, vais encontrar en esta Valencia un paseo triunfal.
Un gran abrazo y mi amistad, queridos amigos

Vanda dijo...

Meu querido Joaquin

Há tempo tinham-me falado no teu Blog. Resolvi vir visitá-lo agora, e logo com este post que me encanta. Há que tempos que ando para ir aí e festejar. Disseram-me que são festas muito bonitas. És um amor nesta divulgação. Quem sabe se para o ano, correrei para aí e de mão dada me contarás e mostrarás essa cultura valenciana.
Um beijo muito muito quente e agradecido pelo teu carinho tão bonito e obrigado por este Blog, que não vou esquecer.
Vanda

AFRICA EM POESIA dijo...

Amigo
Hoje andei pora qui e homenageio o Japão...
deixo-te um beijinho...


Neste momento quero expressar aqui a minha solidariedade a todas as Famílias atingidas pelo tsunami de ontém.ONDA DEVASTADORA


Onda devastadora, cheia de beleza
Que rapidamente se transformou...
E destruiu tudo por onde passou...

Correu com loucura pela praia...
Saltou montes e vales...
Tudo levou e tudo varreu...

Onda sem compaixão...
Que entre os seus longos braços...
Tudo levou, pais, mães e filhos...

Sem piedade levou o amor da família...
Levou também o trabalho da terra...
E deixou, apenas a dor...

Dor de quem ficou e de quem tudo perdeu...
E tu onda devastadora...
Soltaste os teu braços...
E calmamente te foste!...

LILI LARANJO

tulipa dijo...

OLÁ AMIGO

Vivo a vida da forma que sei.
Tento sempre TRANSFORMAR A VIDA
NUM MAR DE PÉTALAS! Faço por isso, mesmo contra ventos e marés...

No passado dia 6 de Março de 2011 realizou-se mais uma Actividade d'A Natureza ensina!

Conhecer a Mata da Machada!

Durante toda a manhã visitámos a Mata Nacional da Machada.

"Designa-se hoje Mata Nacional da Machada, a propriedade constituída pelo antigo Pinhal de Vale de Zebro e pela Quinta da Machada.

A Quinta da Machada pertencia ao “Convento de Nossa Senhora da Luz da Ordem de Cristo”, porém quando foram extintas as Ordens Religiosas em 1834 foi adquirida por um particular, sendo mais tarde aforada ao Estado que a anexou ao Pinhal de Vale de Zebro.

Encontra-se situada no centro da Península de Setúbal, entre as povoações de Coina, Palhais e Santo António da Charneca.

Sujeita a Regime Florestal esta Mata encontra-se hoje, sob a gestão da Direcção Regional de Agricultura do Ribatejo e Oeste e ocupa uma área com cerca de 385,7 hectares.
Sendo a única área florestal de razoável dimensão do Concelho, a Mata é considerada o “Pulmão da Cidade” e um local privilegiado para actividades de recreio e lazer, dispõe de um parque de merendas e diversos fontanários, para além de um Centro de Educação Ambiental e de uma rede de estradas e caminhos frequentemente utilizados para práticas desportivas, permitindo à população uma melhor qualidade de vida."

tulipa dijo...

Vim hoje ler a sua resposta ao meu comentário e gostei muito de saber que existe reciprocidade, meu amigo.

Ainda hei-de conhecer essa luz de Valência que atrai, enamora.

Gostei de saber que gosta da festa em Ovar, terra da minha Mãe e ainda lá tenho muitos familiares.

Bom saber que todos os sábados vai ver o seu neto jogar futebol.

Um grande abraço.

Duarte dijo...

Vanda,
conheço a alguém com este nome, mas que geralmente não emprega os mesmos termos. Ademais conhece bem o blog.
Bom, quem quer que sejas, bem-vinda.
Isto é uma amostra da preparação, ainda nas oficinas, mas se vais ao indicie e procuras Fallas, vais encontrar muitos dados daquilo que fui deixando com o correr dos anos.
Sou pessoa de trato fácil e encantado de poder assessorar-te sobre esta festa.
Abraços

Duarte dijo...

Lili,
acompanho-te nesse gesto belo, tão teu, como a pessoa tão sensível que es.
Os que vivemos perto do mar estamos numa situação idêntica.
Um grande abraço, querida amiga.

Duarte dijo...

Tulipa,
Agradeço a profusa informação, gostei e aprendi. Não conhecia esta Mata. Na zona de Setúbal o que conheço, e ultimamente perdeu bastante, com tanta aglomeração, é Tróia. Assim como a zona que vai de Tróia para Alcácer do Sal, que maravilha!
Vejo que progrides por bom caminho. O que me satisfaz.
Um grande abraço

Duarte dijo...

Tulipa,
tu, que es tão viageira, para terras longínquas, já estás a demorar, isto é lindo e está perto.
Vivi perto de Ovar, sou do Porto!
Fiz a tropa na FA, na Base de São Jacinto, e passava por lá todas as semanas, parávamos muitas vezes.
Hoje voltamos a ganhar. Agora só jogam dentro de quinze dias, temos as festas.
Um forte abraço

rendadebilros dijo...

Como habitualmente, grande reportagem!!!
Abraço.

Duarte dijo...

Rendadebilros,
para quem sabe de fotografar, sempre é de agradecer estas palavras amigas.
Abraços

La Gata Coqueta dijo...

Al descubrir la mañana se inicia un sendero de sueños donde el alma goza desnuda, al lado de la humildad. Y al reclinar la tarde, medita bajo la atenta mirada de la sensación reconfortada.

Soy un caminante que inicia el vuelo en busca de un sueño...

Viajando por el mundo, en cada uno de los pilares que se van forjando con el paso del tiempo llamados amistad.

Un día te conocí por obra del destino, percibiendo en el fondo de tus pupilas el mudo silencio de la soledad y el sentimiento ajenos a ti, para ser consolados con tus rimas en las horas de sombras inciertas.

Razón por la que descanso en los laureles de la colina del ruiseñor, al verme reflejada en el haz de luz que de tu alma vas desprendiendo...

Buen comienzo de semana!!

María del Carmen

Duarte dijo...

María del Carmen,
te presiento muy filosofa... palabras que llenan de satisfacción mis ojos. Gracias por tus afectos constantes.
Recibe todo mi afecto en un gran abrazo, querida amiga

Claudinha ੴ dijo...

Caro amigo, a cada ano me encanto mais e mais com esta festa! Um dia espero conhecer!
Beijos!

Poetiza dijo...

Joaquin, y bello es tu sentir amigo. Paso a dejarte saludos y un beso desde mi Monterrey, cuidate mucho.

Duarte dijo...

Claudinha,
continuo à tua espera...
Abraços

Duarte dijo...

Poetiza,
siempre que mencionas Monterrey me emociono. Que lástima no haberte conocido entonces!
Un gran abrazo

AFRICA EM POESIA dijo...

Duarte
Um beijinho ando com o tempo curto.
ando a fazer exames médicos.
Ando preocupada com as eleições dia 26 no Sporting
4ª feira vou a Lisboa preparar a exposição de pintura na casa de ANGOLa..

E ainda tenho que aturar o Sócrates e os seus seguidores... e...isto cansa.
Preciso de férias...
BEIJOSSSSSSSSSSSS

Silenciosamente ouvindo... dijo...

Amigo que coisa fantástica...
este seu post! Será que eu
posso usar alguma das imagens,
por exemplo a bailarina? Se sim,
me deixe um comentário por favor.
Gostei muito.
Um grande beijinho
Irene

Duarte dijo...

Lili,
é uma constante na tua vida, sempre tão agitada no criativo e nos cuidados da saúde, importante.
Cuida-te muito, querida amiga.
O Sporting necessita duma boa injecção e duma presidenta com o teu talante.
Esse manda-o abaixo de Braga...

Um grande abraço e todo o meu carinho

Duarte dijo...

Irene,
claro que sim. para mim é uma honra.
Fico contente por saber que gostaste.
Aparece mais.

Um grande abraço

Graça Pereira dijo...

Duarte
Um reportagem fantástica, bela e pormenorizada! Imagino as horas de trabalho...mas tambem de muita dedicação! Só com e por amor se consegue fazer estas maravilhas!
Adorei, Amigo!
Beijos
Graça

Dilberto L. Rosa dijo...

Nada mais justo e apropriado (especialmente que aqui, no Brasil, comemora-se, neste mês, o dia da Poesia!) que renderes uma homenagem em (belos) versos a esta festa muito peculiar: quer dizer que se fabricam todas estas peças raras de arte e... Queimam, ao final?! Puxa, é como queimarem os carros alegóricos das escolas de samba após os desfiles do por aqui recém-extinto carnaval!

Chamaram-me a atenção duas coisas em teu sempre bom texto, meu caro: em Portugal grafa-se "chamasse", sem o hífen (ou foi uma derivação de algum "Portunhol" incauto de tua parte, rs)? E se apõe acento agudo em "econômico"?! Puxa, vivendo e aprendendo: quer dizer que gastaram toda aquela fábula pela "Unificação" da Língua e ela continua tão diferente?! Rs.

Finalmente restabelecendo contato com teu excelente espaço! Enfim, corrigi uma injustiça: já te elenquei entre os linques de meu blogue, para não mais perder contato! Correndo para as demais postagens, comentarei em todos (no que peço que retribua a fineza, ré, ré: sabe, lá nos Morcegos restam na página principal assuntos que acho que te são caros)! Abração!

Poetiza dijo...

Joaquin, gracias amigo. Todo tiene su momento bajo el cielo y teniamos que conocernos por medio de Blogger no antes. Es triste lo se. Te dejo un beso amigo Joaquin, cuidate mucho.

Duarte dijo...

Graça,
tenho o meu coração dividido entre a terra que me viu nascer e na que vivo. Son amores diferente mas a ambas amo...
Abraços de amizade

Duarte dijo...

Dilberto,
boa comparação a tua. Assim é, para que a festa prossiga e se renove. Ademais dá de comer a muita gente. Bem conhecido é por aqui o Carnaval de Rio.

Não é "portunhol", falado pode que sim, mas cuido bem a escrita. O que acontece é que esta máquina corrige directamente e nem sempre repasso, ainda menos neste tipo de textos, se fosse em outro género de coisas, isso sim. A palavra existe e a máquina não sabe gramática, "chama-se" e "chamasse", coisas de tempos verbais. Se os meus alunos vissem isto iam-se rir com toda a certeza.

Satisfaz-me este contacto estabelecido, é bom que contactemos e divulguemos as nossas culturas.

O "morcego faz parte de Valência, encabeça o escudo da cidade e da equipa de futebol.


Um grande abraço, aparece sempre

Duarte dijo...

Poetiza,
tengo que volver, me he quedado enamorado de tu tierra y de sus gentes... y ahora te conozco a ti.
Un gran abrazo de buena y sana amistad

Rodolfo N dijo...

MI amigo, una maravilla má de esa tierra llena de gala.
Tu precisa narración y las imágenes nos llevan allí.
Gracias
Un abrazo

PD:Amigo, otra vez me he tomado el atrevimiento de publicar tu inspiración en mi blog, espero no te desagrade.

Duarte dijo...

Rodolfo N,
quiero que vengas, sé que es una reiteración, pero no te veo animado a cruzar el charco: aquí te esperamos con los brazos abiertos. En este momento pasa un pasacalles, con las Srtas. todas tan bellas, y la alegría de música que con su ritmo las acompaña... ellas bailan...
Gracias por los piropos, me has puesto colorado...

Sabes que estás autorizado. Proceda con toda libertad Sr. Juez.

Un gran abrazo

Silenciosamente ouvindo... dijo...

Obrigada Duarte. Vou tentar.
Um beijinho
Irene

La Gata Coqueta dijo...

En Mis caricias del alma he dejado una cesta de rosas que abre la entrada de hoy "Quiero ver el alba" de bonitos colores, la he compuesto con mucho amor para quien se la quiera llevar como un presente, para sentirse acariciado por el suave aroma de sus fragantes pétalos.

Un sentido y fuerte abrazo en este fin de semana para ti!!

María del Carmen

PD/Ya se pueden contar las horas que faltan para la gran fiesta y también para el santo de una de mis hijas.

Besos

María dijo...

Amigo, Duarte:

Ya no queda nada para el gran día, ójala disfrutes mucho de las fallas, y haber si algún año puedo ir a verlas, que no las conozco.

Un beso, amigo.

Duarte dijo...

Irene,
espero que saia bem.
Abraços

Duarte dijo...

María del Carmen,
cariño, ando algo atrasado, han venido unos amigos de Portugal y no paramos ni un momento.
Pasaré a verte.
Un gran abrazo

Duarte dijo...

María,
querida amiga, no esperes más, el año próximo te quiero ver aquí.
Un gran abrazo de buena amistad