domingo, 1 de junio de 2008

MULHERES AO ESPELHO



De ALDINA DUARTE

JÁ É AMANHÃ QUE PASSAREMOS A TER ESSE "CD" TÃO ESPERADO E DESEJADO.

Passo a facilitar-vos os novos dados que me enviou Aldina.

O seu amigo aldina duarte recomenda

Mulheres ao Espelho

ALDINA DUARTE

Oferta Exclusiva Fnac.pt de CD autografado pela artista (Limitado ao stock existente).

Múltiplas e muito diversas personalidades podem habitar no corpo e na alma duma só Mulher cantada e escrita por Aldina Duarte e/ou noutras mulheres suas cúmplices na criação artística, quer no canto quer na escrita; Hermínia Silva, Lucília do Carmo e Maria José da Guia são as fadistas escolhidas para Aldina Duarte como espelhos do seu fado; Maria do Rosário Pedreira o único espelho poético de Aldina Duarte...

http://aeiou.expresso.pt/gen.pl?p=stories&op=view&fokey=ex.stories/330664

Entrevista na rtp2
http://ww1.rtp.pt/multimedia/?tvprog=16478&idpod=14460

Até Sempre!




Fotografia: Isabel Pinto

16 comentarios:

mdsol dijo...

um verdadeiro fã!
:)

Justine dijo...

Será seguramente um disco importante, já que tem por tema a condição feminina!
Mais um accção de "embaixador" :))

Duarte dijo...

Muito queridas, Maria do Sol e Justine...
Como sabeis gosto da sua poesia e dos seus fados. Neste existe um factor a salientar, a temática: está dedicado às mulheres e por mulheres, um condicionante que muito valoro.

Vieira Calado dijo...

Oh, meu caro Duarte!
Não quero que lhe falte nada!

Preciso de saber para onde enviar os livros e também em que nome quer (se o quer) autografados os livros.
Ah, e não percebi bem se queria os livros da promoção ("Arabescos" + "Transparências" ou se Terrachã.
Quanto à retribuição, a coisa é mais complicada, com euros dum lado e francos suíços do outro.
Os portes não sei quanto são. Para o Brasil (para onde tenho enviado) são quase o valor dos livros! E depois há um número internacional para a transferência bancária (que eu tenho cá).
Mas não deve ser grande fortuna...
Diga-me qualquer coisa.
Tá bem?

Um abraço.

Duarte dijo...

Vieira Calado, tenho interesse na oferta de Arabescos+Transparências e, se ainda existe, de Terrachã.
Mando-te os meus dados por mail.

Juani lopes dijo...

te ha quedado muy chulo el titulo del blog, me encanta la fotografia,
saluditos

poetaeusou . . . dijo...

*
,
aldina duarte
,
Ai meu amor se bastasse
Saberes que eu te amo tanto
E cada vez que eu cantasse
Ai meu amor se bastasse
Saberes que é por ti que eu canto

Ai meu amor se bastasse
O que a cantar eu consigo
E mesmo que eu não cantasse
Ai meu amor se bastasse
O que a falar eu não digo

Ai meu amor se bastasse
Eu saber que te não basta
E na vida que eu gastasse
A cantar eu reparasse
Que a nossa vida está gasta

Se o que eu tenho p'ra te dar
Quando eu canto te chegasse
Se isso pudesse bastar
Se me bastasse cantar
Ai meu amor se bastasse
,
saudações,
,
*

Duarte dijo...

Juani
Sé lo mucho que te gusta esta foto.
Estuve indeciso entre esta, la de por la noche de Del museo PF, una de banderas en Lisboa, y un atardecer de la Albufera.
Con la ayuda de Pepa optamos por esta.
Me alegra que te siga gustando.

Duarte dijo...

poetaeusou

Segues na linha do teu signo de poeta...

É um dos fados dela que mais gosto, ACERTASTE!!!

Tenho os CDs, mas alguém apoderou-se, irregularmente, do folheto, e fiquei sem as letras dos fados. Reconhecido, e em dívida.

Convido-te a uma horchata: por aqui já esquenta!

Duarte dijo...
Este comentario ha sido eliminado por el autor.
Duarte dijo...
Este comentario ha sido eliminado por el autor.
Duarte dijo...
Este comentario ha sido eliminado por el autor.
Duarte dijo...
Este comentario ha sido eliminado por el autor.
Bandys dijo...

Não consegui ver o video,
mas deixo meu abraço

Duarte dijo...

bandys
É uma pena, pois a entrevista é muito interessante. Quanto à música, só se escuta um breve fragmento dum dos fados.

mariam dijo...

Olá.
estive aqui e no youtube a ouvir a entrevista e 3 fados de «Aldina D.» parece ser um pessoa "inteira"...
confesso que ainda não à muito tempo, o fado começou a "entrar" nos meus gostos musicais, devagarinho... esta foi mais uma "achega", obrigada p`la divulgação.

bom fim-de-semana
um sorriso :)

ah!fiquei comovida com as palavras deixadas...(espero que não sejam motivos de saúde), quanto ao resto, subscrevo «Ruth Westheimer» "O nosso caminho não é feito de erva macia.É um trilho montanhoso, pedregoso. Mas leva-nos sempre para cima, em direcção ao Sol."