domingo, 14 de septiembre de 2008

CONVENTO DE MAFRA



Convento de Mafra




Este magnífico monumento, joya del barroco portugués, fue mandado edificar por el rey Juan V. Como promesa a San Antonio siempre que su esposa Maria Ana de Austria le diera un hijo barón. Es una de las mayores obras de arquitectura del mundo.




Su construcción fue para rivalizar con el Monasterio del Escorial: más superficie construida, más puertas, más ventanas, en suma, mayor majestuosidad. Entonces ambos países eran grandes potencias mundiales y la cuestión era ver quien más podía.




Las obras se iniciaron en 1717 y finalizaron en 1744. El arquitecto fue José Frederico Ludovico y en ella están reunidos elementos de la arquitectura portuguesa, alemana e italiana. Tiene una fachada de doscientos metros para una superficie construida de cuatrocientos mil metros cuadrados, en la que trabajaron unos cincuenta mil obreros.




Los mármoles vinieron de las canteras de Pêro Pinheiro y de Sintra, las maderas de Brasil, así como el oro que permitió este emprendimiento. Con ochocientas ochenta salas y trescientas celdas, cuatro mil quinientas puertas y ventanas, cinto cincuenta escaleras y veintinueve patios.




Destacan sus dos carillones con ciento catorces campanas cada uno de ellos y con más de doscientas toneladas, lo que permite la realización de estupendos conciertos musicales. seis órganos, y una magnifica biblioteca: las estatuas son obra de los maestros italianos.










Además de convento, el mas imponente monumento del barroco portugués está compuesto por un palacio, una biblioteca y una basílica.









La biblioteca, del siglo XVIII, es una de las mas importantes del país, con cerca de 40.000 libros encuadernados en cuero y con franjas de oro, todos de elevado valor.
Este convento fue escenario de la novela creada por José Saramago “Memorial del Convento”.






Colindante está a Tapada Real de Mafra, también creada por Juan V, para disfrute de su familia, son unas ochocientas hectáreas, donde abunda una fauna diversa. Actualmente es reserva natural con bellos jardines.







Datos de interés




Está situado a unos cuarenta quilómetros al noroeste de Lisboa.
El acceso es fácil por la autopista A8.

Horarios
Visitas mañana y tarde, horarios variables. Precio, tres euros, si no ha cambiado.
Los lunes hasta el mediodía la entrada es gratis.
Permanece cerrado los martes, el uno de enero, el Viernes Santo, el domingo de Pascua, el uno de mayo, el veintinueve de junio y el veinticinco de diciembre.
Los domingos a las 15,30 horas hay un concierto de carillón.

69 comentarios:

Olhos de mel dijo...

Passei para agradecer a visita. Volte, sim? Adorei seu blog e vou voltar.
Belas fotos! O barroco traz em suas formas, requinte e beleza. A arquitetura barroca oferece um espetáculo de sobriedade e riqueza de detalhes. Belo post!
Bom domingo! Beijos

instantes e momentos dijo...

delicia voltar sempre aqui. ótimo teu blog.Lindo teus texto e fotos.
Maurizio

FERNANDA & POEMAS dijo...

Olá Duarte, belíssimas fotos e textos... Adorei o teu blogue!
Parabéns... Beijinhos,
Fernandinha

São dijo...

Há anos que não vou a Mafra!
Bom texto informativo o teu, parabéns!
Uma feliz semana, amigo.

Duarte dijo...

olhos de mel,
assim é, impressiona. Talvez excessivamente grandioso na opulência do espaço.
Feliz domingo
Beijos

Duarte dijo...

Instantes e momentos,
obrigado Maurizio, o teu reconhecimento é o lenitivo para manter esta linha.
:))

Duarte dijo...

Fernandinha,
satisfaz-me saber que foi do teu agrado, volta sempre que tentarei cativar-te e surpreender-te.

Abraços

Duarte dijo...

São,
Não mudou praticamente nada: nota-se a restauração da parte nobre do Monumento, o resto nem se tocou.
A informação está mais dirigida a "nuestros hermanos" e principalmente aos componentes da Associação.
Feliz semana querida São.
Beijos

Justine dijo...

Uff, que alívio! Desta vez conheço o local, não faço figura triste:))
De qualquer modo, a tua reportagem está tão completa(com mapa e tudo, uau!!), que me deste a conhecer alguns pormenores que me faltavam.
Excelente, e obrigada, Senhor Embaixador:))

poetaeusou . . . dijo...

*
sempre na positiva,
bem hajas, amigo,
,
saudações,
,
*

gerinha dijo...

tens de fazer uma apresentaçao do parque nacional da peneda gerês. que fica aqui perto da zona onde moro ;)

Duarte dijo...

Justine,
querida amiga, a tua figura é sempre destacável, pelo menos para mim, que é o que importa.
Não me deixaram fazer mais coisas.
Eu sim agradeço a tua presença aqui.

Beijos

Duarte dijo...

poetaeusou.
Obrigado bom amigo.
Abraços

Duarte dijo...

Gerinha,
claro que sim. Há muito que lá não vou, mas passo perto sempre que vou ao Porto. Na próxima viagem, se queres, já que moras perto e conheces melhor a zona, vamos fazer as fotografias que colocaremos a posteriori. É um dos espaços naturais que mais me cativou, principalmente a variedade da vegetação e a elegância dos cavalos selvagens. Assim como muitas coisas mais, como o Santuário.

:))

Juan Luis dijo...

Una visita y una lectura muy recomendables. Y si rematamos con un baño en la playa de Ericeira, ya ni hablamos.

Un saludo.

mdsol dijo...

Duarte
Vou-me repetir: mais uma aula cheia de amor e cuidado da tua terra que nunca deixaste.
Ah! E gostei da estátua do S. Joaquim rsrsr Não é sr. Juaquin Duarte? rsrsrs
:)

andorinha dijo...

Uma excelente divulgação do Convento de Mafra. Completa e perfeita.

Vejo que andaste por aqui bem perto e espero que tenhas vindo ver o mar à Ericeira.
Obrigada pelo teu comentário no meu livro.
Um beijo com amizade.

Duarte dijo...

mdsol,
se me falta a tua simpatia sinto-me órfão.
Sou e serei um homem da minha terra.

:)

Patanisca dijo...

Vivi lá uns tempos em pequeninita, quando o papai esteve colocado na Escola Prática de Infantaria. Corri aqueles corredores muito à vontade e familiarizei-me com os réis e as rainhas, os príncipes e as princesas que habitavam aquele "castelo". No pátio das traseiras havia muitos soldados que eram para guardar aqueles senhores que eram os espíritos que viviam lá.

Desculpa, o teu post fez-me sentir realmente pequenina.

Duarte dijo...

andorinha,
estive em Sobreiro, Ericeira, Sintra, Lisboa... com os meus filhos e com os meus netos.
Es da Ericeira?
Que pena não ter-te visto.
Linda terra!!!
A Ericeira não ia desde a época da tropa. Estava em festas e choveu, essa chuva miudinha que entra até aos ossos, menos mal que depois aclarou. Comi um arroz de marisco no restaurante do miradouro da baleia que jamais esquecerei, que bom!!!
Um grande abraço pleno de afecto

Duarte dijo...

patanisca,
sinto-me feliz pela causa efeito provocado pelo meu post.
Palavras plenas de emoção as que deixas plasmadas aqui. Emanam alegria e satisfação que é o que realmente importa nesta vida, velhas e belas vibrações dum passado feliz.

:)))

Juani lopes dijo...

en este si que he estado, ya hace tiempo mucho tiempo,preciosas fotografias
saluditos

mariam dijo...

Duarte
é tardíssimo, mas antes de ir dormir, ainda aqui vim, em boa hora!
já visitei o palácio por 2 vezes, e naquele jardim do cerco já assisti a concertos nocturnos maravilhosos, no âmbito do "Cool Jazz Festival"
... estou maravilhada... as fotos, belíssimas, o seu roteiro, tudo! o seu santo homónimo! e viu os morcegos?? na biblioteca, eles andam livremente por ela, alguns aparecem na basílica ... servem para comer alguns insectos que seriam nocivos aos livros... método também usado em outras bibliotecas, salvo erro de paris... quando ouvi esta explicação,achei fantástico!
esta obra monumental, só poderia mesmo ser o cenário, para o mais belo romance de amor que já li "Baltasar Sete-Sóis e Blimunda Sete-Luas"

boa semana
um grande abraço
e um sorriso :)

Carla dijo...

estive lá há pouco tempo e admirei a grandiosidade e a imponência deste maravilhoso monumento
boa semana
beijos

Duarte dijo...

Juan Luis,
fue precisamente lo que hice, pero en sentido inverso. Teníamos mesa marcada en el restaurante "do mirador da baleia" y veníamos de Sintra.
Um gran día con mis nietos.

Duarte dijo...

Juani,
estás hecha una turista con dominio de las tierras de tus orígenes.
Abrazos

Duarte dijo...

Mariam,
La biblioteca deixou-me impressionado. Deve ser umas das mais importantes do mundo. Ademais a qualidade dos exemplares. Como estão de cuidados. O resto, um convento grandioso, excessivamente grande!
O que não conheço são os romances que mencionas, nem me falaram deles ali.
A primeira vez que estive não vi nada. Ademais então nem se podia entrar. Agora foi quando realmente saboreei um pouco tudo, pois as limitações que põem não dão para muito.
Obrigado pela informação adicional.
Que tenhas uma boa semana.
Um grande abraço

Duarte dijo...

Carla,
vejo que compartimos a mesma opinião, o que muito me satisfaz.
Boa semana
Beijos

JESUS y ENCARNA dijo...

gracias por enseñarnos esta maravilla , documentada con su historia....
Besicos
Encarna

Duarte dijo...

Encarna,
es un placer poder divulgar aspectos de interés de mi tierra. Me alegra que te guste.

Besos

María dijo...

Me parecen preciosas las imágenes del convento, la fachada, la basílica, así como las estatuas, la biblioteca, y los jardines una maravilla, he disfrutado mucho viéndolas.

He visto la situación del lugar dónde se encuentra y lo tendré en cuanta para cuando vuelva a Portugal, me parece precioso, lo pude comprobar por mí misma.

Un beso.

Duarte dijo...

María,
lo que vamos a tener que hacer es preparar un viaje desde España todos juntos ¡que pasada! El guía ya lo tenemos.
Tu que eres una persona muy emprendedora podías empezar a motivar a la gente.

Abrazos

AnaPacheco dijo...

Duarteeeeee, claro que o levaria comigo à tal feira medieval ... apesar dos encontrões que levei com tamanha enchente :)
Fala da minha escrita? A sua não fica nada atrás, pelo contrário!
É muito atento, pois mal coloquei o post e já me escreve dando a sua opinião sobre o mesmo. Rápido este Duarte ;)
O seu é que está sempre actualizado, cada dia uma notícia, um passeio por imagens e palavras que oferece aos seus leitores! Obrigada!
Bjinhossssssssss

Duarte dijo...

anapacheco.
é um prazer ter-te por aqui. Mais encontrões dos que levo em Fallas estou seguro de que não.
Não sejas modesta, tu não escreves, encandeias.
Todos os dias passo por ali, mas a menina só de longe em longe é que aparece, quase como o Guadiana: os olhos do Guadiana.
Aparece sempre e não te faças de rogar.
Um forte abraço... deliciosamente terno

Vieira Calado dijo...

É das construções grandiosas que temos neste país... à boa maneira de Espanha...
Um abraço amigo.

Rosa dos Ventos dijo...

Para ficares a conhecer ainda melhor o Convento de Mafra, lê O Memorial do Convento de José Saramago, se por acaso ainda não o leste.
É uma obra prima, tal como o convento...

Abraço

Duarte dijo...

vieira calado,
fez-se para rivalizar com o Escorial.
Efectivamente, é uma grande obra. Hoje seria impossível edificar!
Um abraço amigo

Duarte dijo...

Rosa dos ventos,
ainda não o li, mas quero fazê-lo. Li bastante de Saramago, mas aqui não chega tudo, e este não o encontrei. Este Natal se vou ao Porto compro-o.
Beijos

São dijo...

Caro Duarte, olhei para o mapa e lembrei-me dos magníficos trabalhos de José Franco (Sobreiro).
Tens fotos sobre as belíssimas escultyras?
Beijos.

Abuela Ciber dijo...

Un placer recorrer con las imagenes tan imponente estructura y a traves de las letras conocer sus porque.
Saludos.

Duarte dijo...

São,
Não pude fazer muito com os excelentes trabalhos de José Franco, mas o que tenho já seguiu para ti por mail.
Brevemente colocarei um post sobre Sobreiro.
Beijos

Duarte dijo...

Abuela ciber,
esa es mi intensión, que disfrutéis con aquello que a mi me hizo vibrar.
Saludos y una sonrisa de bienvenida

Ana dijo...

BEEEEEM, esta reportagem mete num chinelo qualquer folheto turístico!
EXCELENTE!

Foi para o Convento de Mafra que dei o meu voto quando elegeram as Sete Maravilhas de Portugal.
Infelizmente não ficou entre as escolhidas.

Em Junho do próximo ano haverá outra votação entre as "Sete Maravilhas" de origem portuguesa, no mundo.
Estas iniciativas são interessantes.
Quanto mais não seja para ensinar alguma coisa aos nossos jovens que tão desligados andam do nosso património cultural.

Abraço

AnaPacheco dijo...

"Não sejas modesta, tu não escreves, encandeias." Adorei a frase ... não pelo seu verdadeiro sentido mas pela beleza das palavras ... OBRIGADAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

Violeta dijo...

Imagens cativantes. A visitar...

Sara dijo...

Hola amigo!!! por fín aquí, gracias por tu mensaje, será un placer pasarme habitualmente por este rinconcito,te voy a linkar jajaja ahora en mi blog.
Sabes??? estas navidades tenemos pensado irnos a Portugal y tu blog tiene muchos sitios que así podré visitar, este convento y el parque de los poetas me parecen sitios muy chulos de ver.

Un abrazo

pepa dijo...

No estuve por aquí contigo, pero es algo tan bello que no me lo quiero perder.
¿Cuando iniciaremos los viajes de la Asociación?

Besos y abrazos

pepa dijo...
Este comentario ha sido eliminado por el autor.
Duarte dijo...

Ana,
não me digas estas coisas que vou começar a acreditar nisso, dada a contundência com que te expressas. Obrigado.
Querida amiga, essa é parte da minha intenção, desta vez fui com os meus filhos e com os meus netos.
Apoio a tua ideia, temos muito do que sentir-nos orgulhosos.

Abraço

Duarte dijo...

Ana Pacheco,
O que possa dizer, duma pessoa tão encantadora como tu, sempre será pouco; já não encontro adjectivos qualificativos!

Um grande abraço

Duarte dijo...

Violeta,
Fico satisfeito ao comprovar que são do teu agrado.
Aparece sempre

Duarte dijo...

Sara,
encantado de verte por aquí, por fin lo has conseguido.
Me parece una excelente idea. En la Asociación tenemos mucho material de consulta, además puedes contar con lo que sé. Quiero que vuestra estancia en mi tierra sea sumamente placentera, para que se haga inolvidable.
Contacta conmigo cuando tengas previsto ir y de cuantos días vas a disponer.

Abrazos

Duarte dijo...

Pepa,
cariño, esa es mi intención, que conozcas mi tierra de "lés a lés", de un punto al otro, pero para eso hace falta tiempo.
Quería que empezáramos este otoño, pero creo que lo vamos retrasar. Ando, como sabes, un poco agobiado.

Besos y abrazos

MARTHA THORMAN VON MADERS dijo...

Senti o poder aqui nestas imagens maravilhosas.Adoro Santa ana. beijos, apareça.

Duarte dijo...

Martha,
Por isso pus a Santa Ana e a São Joaquim...
Um grande abraço

Ana Ramon dijo...

Olá Duarte! Eu sei que também sou uma visita esporádica mas as tarefas têm sido imensas. Só agora em plenas férias no sul de Portugal é que arranjei um tempinho para ver e rever os trabalhos dos amigos. Gostei imenso deste texto que tanto serve aos nuestros hermanos como aos próprios portugueses. E também me ocorreu o Memorial do Convento por ter algumas informações especiais e divertidas.
A um nível diferente, o Buçaco também é muito bonito e faz as delícias de muita gente. Por vezes levo até lá os amigos que ficam encantados com a beleza do Hotel e dos jardins.
Um beijinho muito grande

María dijo...

Hola Duarte:

Venía a ver un nuevo post y es el mismo del otro día, de todas formas, estaré pendiente por si publicas, y mientras tanto te deseo una feliz tarde y te doy las gracias por tu maravilloso comentario dejado en mi blog, me ha encantado.

Un beso.

Duarte dijo...

Ana Ramon,
Gostei muito do teu comentário.
Também gosto do Buçaco, tenho fotografias a branco e preto, e a cores, mas estou à espera de voltar, para poder fotografar com a digital, que facilita muito as coisas. Também quero dormir ali, para poder contemplar como anoitece, se às quatro da tarde já parece de noite, em pleno verão, entre tão densa vegetação.
O edifício do Hotel é espectacular, mas o convento das carmelitas tem umas características tão especiais que cativa; assim como o museu da batalha homónima; a subida á Cruz, para contemplar as vistas, que quando o são, vão até à Figueira da Foz. E se entras nos jardins, que selva de fetais, tão imensas, com a água a rever por todos os sítios.
Que tenhas umas muito felizes ferias.
Um grande abraço

Duarte dijo...

María,
Me hace feliz el saber que aporté algo a tu blog que fue de tu agrado.
Besos

Maria Jesús dijo...

Este convento es maravilloso: las imágenes, las escultuturas, todo él rezuma paz y belleza. Realmente, nos descubres lugares magníficos en tu blog sobre Portugal

Duarte dijo...

María Jesús,
si algo es bello ¿por qué no divulgarlo?

Con afecto

AnaPacheco dijo...

O que eu mais gostei deste post foi a Sta. Ana ... cof cof :))

Duarte dijo...

Ana Pacheco,
normal, por isso está aí.
Sabes que a "onomástica" de Santa Ana e São Joaquim é no mesmo dia? 26 de julho.
:))

mariam dijo...

Duarte... os meus outonais nenúfares... são os teus também!

e
s
s
e
s

um grande sorriso :)

mariam

Duarte dijo...

Mariam,
é gratifica concluir que alguém está na mesma onda.

Faço extensivo esse sorriso :)))

SoL LuNaR dijo...

Luz para portugal y para Quart de poblet :)

Duarte dijo...

Sol Lunar,
que cerca tengo a Quart de Poblet, ¡y cuantos amigos!

:)

Cris Caetano dijo...

Visitei o Convento no dia de em que celebravam um casamento.

Beijinhos

Duarte dijo...

Cris,
não estaria tão solitário!

Besos